A encruzilhada

A encruzilhada. Noite caindo adentro…. a estrada a minha frente se bifurca e me vejo em uma grande encruzilhada… Uma extensa camada de nevoeiro invade

A encruzilhada

A encruzilhada. Noite caindo adentro…. a estrada a minha frente se bifurca e me vejo em uma grande encruzilhada…  

Uma extensa camada de nevoeiro invade sem aviso a estrada, a minha frente, ofuscando imediatamente a minha visão já tão limita. Diminuo a velocidade do automóvel, ligo o pisca alerta e o estaciono no acostamento mais próximo. 

Penso em pedir ajuda para os carros que ali transitam… mas todos eles passam em alta velocidade e mal conseguem olhar em seu retrovisor…

Acho que não me enxergam.Tento me comunicar a distância com alguém pelo celular. Entretanto, para o meu azar, o sinal não pega.

Fico sem qualquer comunicação com o mundo afora. Que rota agora eu iria  pegar? Que rumo poderia eu deveria tomar na estrada de minha vida? Será que há apenas uma única opção de caminho a se tomar?

Ou será que todas as bifurcações levam ao mesmo ponto de chegada? Terei  eu de esperar a noite toda até que o dia clareie e a nevoa  se disperse para seguir em minha jornada?

Ou talvez devo arriscar um caminho, assim mesmo,  na penumbra da noite e não tendo minha visão muito clara???

Começando a clarear a visão e a me dar conta da situação em que me encontro, conformando-me com minha cegueira momentânea, resolvo então tentar relaxar em meu acento, reclinando-o um pouco para trás. 

Inusitadamente vou me dando conta que meu foco agora foi alterado. Um novo ponto de vista ia surgindo…. 

Deixo de visualizar apenas aquela estrada nebulosa e começo a  vislumbrar  um céu intensamente estrelado. Visão linda e deslumbrante.

Um universo sem fronteiras. E a cada estrela que eu aponto, faço acender um  feixe de luz que sai de algum buraco negro do céu  jorrando seu intenso brilho sobre mim.

Já não me sinto abandonado e vou percebendo a grandeza do espaço além. Percebo, por fim como definitivamente nunca estamos sozinhos e  assim adormeço.

Acordo junto com o sol que me aquece novamente e que me desperta para a vida. Ligo o carro e volto a estrada.

*Por Ronald Guttmann

https://m.polishop.vc/novafamilia/