Desenvolver competências: existe luz no fim do túnel?

O que você vai fazer para garantir o pleno desenvolvimento das competências necessárias para o exercício da sua atividade? Onde encontrar a luz desta longa estrada?

0
9
Competência

Entender o processo que contribui para o desenvolvimento de competências tem sido um dos focos importantes dos fóruns de profissionais no ambiente corporativo. Nunca se falou tanto em ser competente, buscar excelência, desenvolver competências.  Compartilhar, criar, comunicar, desenvolver, despertar sãos os termos do momento.

Mas o que é ser competente? De acordo com o Aurélio, competências são “qualidades de quem é capaz de apreciar e resolver certos assuntos.” Na empresa ter competência significa possuir habilidades e atitudes compatíveis com a tarefa e ser capaz de colocar esse potencial em prática no momento certo.

Cabe a empresa um desafio imenso de mudar o paradigma da educação corporativa que utiliza um modelo de comportamento padrão desconsiderando a inteligência emocional.

Para isso o desenvolvimento de competências (chá) tem prometido que a luz do fim do túnel não é um trem e sim, a esperança de mudar a realidade que hoje coloca os nossos profissionais numa posição tão medíocre: multiplicadores de padrões esperados de comportamento.

“De que adianta contratar pessoas inteligentes e
ter que dizer à elas o que fazer?”
(Steve Jobs)

O profissional contemporâneo possui um papel especial neste contexto, pois é ele que precisa visualizar as mudanças tecnológicas e o mundo globalizado como ferramentas inovadoras que poderão e deverão ser utilizadas como oportunidades ricas de crescimento, desenvolvimento, e reinvenção.

Expertise e coragem

E, a partir disso, ter a coragem e a expertise necessária para apresentar estas soluções para a empresa de uma forma clara e que agregue valor à sua atividade. A empresa precisa entender que só aprendemos quando estamos motivados por um desafio, necessidade ou motivação, e é você que precisa levar esta mensagem.

Não basta apenas resolver tarefas, é preciso reinventar conceitos e construir saberes. A partir daí podemos dizer que estamos nos desenvolvendo como profissionais mais capacitados para a vida, mais felizes, mais competentes e preparados para continuar a caminhada cada vez mais próximos da luz.

Não acredite, experimente!

Fez sentido pra você? Então registre seu comentário, compartilhe este artigo com seus amigos, envie suas dúvidas.

Compartilhar
Artigo anteriorGoogle lança aparelho que vai revolucionar as relações humanas
Próximo artigoDicas para quem quer adotar um animal de estimação
Pedagoga, especialista em educação profissional, atualmente é executiva de relacionamento da agência de negócios e comunicação empresarial Smile. Atua no mercado comercial há 20 anos e possui vasta experiência em desenvolvimento, capacitação e treinamento com foco em relacionamento e vendas. Certificada pelo IBC, como analista comportamental e profesional personal coach, a co-autora do Livro Capital Humano, possui habilidades em formação de equipes de alta performance.

Deixe seu comentário