Mulher de 40

0
97
Muher de 40 anos

As mulheres são mais “ardentes” depois dos 40 anos, dizem especialistas, embora haja cada vez mais informações disponíveis sobre a sexualidade ao longo da vida, parece ainda subsistir nas sociedades ocidentais uma espécie de estigma associado à expressão sexual na meia-idade: que deve diminuir de intensidade ou até desaparecer.

Enquanto os homens recebem a comparações com vinho – que vai ficando melhor com o passar do tempo – as mulheres são associadas a um poço que vai secando. Mas vários estudos indicam o contrário disso. Indicam que as mulheres têm a libido mais aflorada a partir dos 40 anos.

Louann Brizendinne em seu estudo O fantástico cérebro da mulher de 40 anos, nos ensina que o cérebro da mulher depois dos 40 é uma bomba que está empreendendo sua última volta hormonal. Cada ano da vida passa por muitas águas que apagam algumas de suas conexões neurais. Como consequência disto, surgem novos e melhores pensamentos, emoções e interesses. O certo é que os estrogênios estimulam tanto o humor assim como os pensamentos, os impulsos, a sexualidade, os desempenhos e todo o bem estar.

Por isso a mulher começa a se maravilhar com o seu potencial e conecta com sua realidade de outra maneira. É neste momento que se entoa o canto da liberdade emocional, de um novo equilíbrio e de uma redefinição vital que fará que se sinta muito mais plena.

Especialistas

De acordo com Nieves Andrés Ramírez, psicóloga no Colégio de Psicólogos de Castilla y León, quando chega aos 40 anos, o corpo da mulher trabalha a seu favor na parte sexual. É muito provável que nessa idade ela já tenha superado todos os complexos físicos e, logo, mais desinibida e a vontade com seus parceiros sexuais.

Após os 40 anos, a mulher pode alcançar mais e melhores orgasmos, segundo a pesquisadora Debby Herbenick em seu site My Sex Professor, no qual publica seus ensaios embasados em vários anos de pesquisas acerca da sexualidade: “A mulher depois dos 40 anos aprende a se amar valorizando o seu prazer. Ela aprende que orgasmos, mesmos os fluídos da masturbação, são excelentes para seu bem estar físico, emocional, psicológico e seu autoconhecimento”.

Compartilhar
Artigo anteriorEmpoderamento feminino
Próximo artigoOvos na alimentação infantil
Jornalista e blogueira. Defensora do direitos das mulheres e das igualdades de raças. É coordenadora da seçao Canoas e RS, do Fórum de Mulheres do Mercosul e presidente/fundadora do SOS MULHER SOCIAL DE CANOAS.

Deixe seu comentário