Empreendedorismo

Concreto Rosa chega à Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo

Desde 2015, a Concreto Rosa promove inovação e diversidade no mercado de construção civil: na empresa liderada pela CEO Geisa Garibaldi, todos os serviços são

Concreto Rosa chega à Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo

Desde 2015, a Concreto Rosa promove inovação e diversidade no mercado de construção civil: na empresa liderada pela CEO Geisa Garibaldi, todos os serviços são prestados por mulheres.

Primeira companhia deste tipo no Rio de Janeiro, a Concreto Rosa tornou-se referência em construção civil feita por mulheres e levará esta experiência para a 12ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo, que acontece de 10 a 29 de setembro na capital paulista.

A Concreto Rosa conta com pedreiras, eletricista, pintoras, engenheiras e arquitetas.

A mulherada faz de tudo: serviços de elétrica, hidráulica, alvenaria, pintura, revestimento de azulejo, jardinagem, mudanças, reparos domésticos em geral.

Além disso, realizam oficinas de reparos e projetos de arquitetura e engenharia.

MULHERES NA CONSTRUÇÃO CIVIL

Apostando na mão-de-obra feminina, a Concreto Rosa é testemunha e parte ativa do crescimento do mercado: de 2007 até o primeiro semestre de 2018, a participação de mulheres na construção civil aumentou cerca de 120%, chegando à marca de 239,2 mil trabalhadoras registradas, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE.

A 12ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo é um dos mais importantes acontecimentos da arquitetura no mundo, e reúne profissionais e pesquisadores de diversos países.

CEO GEISA GARIBALDI

A CEO e fundadora da Concreto Rosa Geisa Garibaldi participou da mesa de abertura da Bienal junto com Fraya Frehse (antropóloga, São Paulo), Hélio Menezes (antropólogo e curador, São Paulo), Marta Moreira (arquiteta, São Paulo) e Andrés Jaque (arquiteto, Espanha), com mediação dos curadores do evento, Charlotte Malterre-Barthes, Ciro Miguel e Vanessa Grossman.

“Vemos este convite como um reflexo do nosso trabalho, da inclusão que promovemos e do desenvolvimento de um nicho até então não explorado pela construção civil tradicional”, conta Geisa Garibaldi.

Além do debate no lançamento do evento, a participação da Concreto Rosa na 12ª Bienal Internacional de Arquitetura também inclui uma intervenção no espaço de convivência do Sesc 24 de Maio, que receberá materiais, fotografias e outros elementos de trabalhos da Concreto Rosa que evidenciam o caráter humano e afetivo das mulheres na construção civil.

“As histórias pessoais de clientes atendidas pela Concreto Rosa, vivências, experiências, sentimentos do dia-a-dia serão compartilhados em áudio e vídeo, disponíveis ao público em tablets”, adianta Geisa.

“TODO DIA”

A 12ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo tem como tema “Todo Dia”, e irá abordar como o cotidiano influencia a forma como os indivíduos moram, constroem e ocupam o espaço urbano.

O evento acontece de 10 a 29 de setembro no Sesc 24 de Maio e tem entrada gratuita.

Além da Concreto Rosa, outras intervenções ocuparão os espaços comuns do edifício: Adamo-Faidem {Argentina}, Andrés Jaque/Office for Political Innovation {Espanha / Estados Unidos}, Andrés Sandoval {São Paulo, Brasil}, Bruther {França}, Edelaar Mosayebi Inderbitzin Architekten {Suíça}, Universum Carrousel Journey – Studio Jan de Vylder {Bélgica}, Vão {São Paulo, Brasil}, Wellington Cançado {Belo Horizonte, Brasil} e Wolff Architects + Hélio de Menezes {África do Sul / São Paulo, Brasil}.