Bicicleta elétrica, com autonomia de 100 km, foi lançada em São Paulo

Por trás da criação está o já consagrado piloto brasileiro, Lucas di Grassi, atual campeão da Fórmula E, categoria de carros elétricos da FIA

0
48
Bicicleta elétrica
Bicicleta elétrica
Lucas di Grassi, piloto brasileiro e atual campeão da Fórmula E é o CEO da EDG, criadora da Niobium e-Bike

Diante de tantas necessidades das pessoas, cada dia mais, aparecem novos produtos e serviços que vem para dar mais praticidade e agilidade no cotidiano da sociedade. Contudo, o dia 7 de novembro, ficou marcado para o mercado de mobilidade urbana com o lançamento exclusivo da Niobium e-Bike, uma bicicleta elétrica movida à bateria, com uma autonomia de 100km.

O lançamento

A empresa que desenvolveu e lançou a bike é a EDG, empresa de tecnologia fundada justamente pelo piloto brasileiro Lucas di Grassi, atual campeão da Fórmula E, categoria da FIA de carros elétricos. A inovação chegou ao mercado para promover a mobilidade de emissão zero com custo mais baixo se relacionado ao transporte público.

Edouard Mekhalian e Lucas di Grassi
Edouard Mekhalian, presidente da KUKA Roboter do Brasil e Lucas di Grassi

Em uma noite de gala, o lançamento que aconteceu na Oca do Ibirapuera, em São Paulo,contou com a participação de 300 convidados, além da modelo e apresentadora, Gianne Albertoni, que fez a abertura do evento; com o próprio Lucas di Grassi, que apresentou a bicicleta e uma de suas patrocinadoras, a multinacional alemã fabricante de robôs KUKA Roboter.

 

A bike

A Niobium e-Bike, tem seu quadro produzido em puro aço-nióbio, material que dá mais leveza, resistência e eficiência para a bicicleta, sendo a primeira do mundo a ser projetada com este material, além de ser, também, a primeira bicicleta elétrica urbana 100% desenvolvida e construída no Brasil.

Com uma autonomia até 100 Km, sem precisar de recarga, a bike foi pensada para ser um meio de transporte mais acessível, com custo mais baixo para o usuário, além de oferecer mobilidade limpa e emissão zero de poluentes dentro das exigências ambientais.

A bateria da Niobium e-Bike, é de íons de lítio, o mesmo material usado nos veículos de alta tecnologia, como a dos carros da Fórmula E. Ela fica alojada no interior do quadro de nióbio, dando um peso total de apenas 15 quilos para a bicicleta. Além disso, ela é provida de ata tecnologia com porta USB-C, para carregamento; sistema de recuperação energética, iguais aos dos carros das Fórmula E e da Fórmula 1, no qual a energia das frenagens é transformada em eletricidade que retorna à bateria; sistemas KERS e ABS de freio traseiro, três modos de controle de assistência elétrica, GPS integrado, rede Mesh de dados do usuário e computador de bordo interno.

Bicicleta elétrica
Um dos modelos da Niobium e-Bike

Tempo de recarga

A bike possui um tempo de uma hora de carga para 25 km de autonomia, mas a EDG já possui tecnologia para uma recarga de seis minutos para 100 km de autonomia.

Todo o desenvolvimento contou com a participação de engenheiros aeroespaciais e a parceria com a CBMM (Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração), que fornece o nióbio para a EDG.

Deixe seu comentário