Coroa Metade mostra que sempre é tempo para amar e ser feliz

0
44

 

Voltado para pessoas a partir dos 40 anos de idade, o site Coroa Metade (www.coroametade.com.br) chegou, em cinco anos, à marca de 301 mil cadastros e 52 casamentos realizados. 

Sucesso de site de relacionamento, o Coroa Metade foi criado pelo jornalista Airton Gontow com base na sua história pessoal e, também, nas histórias de amigos que estavam solteiros ou separados e vivenciaram as dificuldades para se encontrar pessoas para uma relação estável.

“Já temos 104 pessoas que saíram do site porque encontraram um parceiro ou parceira! Isso, sem citar o número de pessoas que saíram do site e não disseram o motivo. É gratificante. Digo sempre que devo ser um caso raro de empresário, porque festejo a cada cliente que perco”, afirma Gontow.

O Coroa Metade é voltado para pessoas maduras que procuram na Internet alguém com valores e objetivos semelhantes.

O site lançou, recentemente, seu aplicativo para iOS e  Android, uma vez que o número de pessoas que acessam sites no Brasil através de dispositivos móveis (smartphone e tablet) ultrapassou o desktop, assim como tem acontecido em relação ao uso da Internet em praticamente todo o mundo. “As pessoas teclam e conversam pelo mobile nas mesas, nos parques e mesmo caminhando na rua. Não querem esperar chegar em casa para se conectar.  E com o público maduro não é diferente”, diz Gontow, que acrescenta: “Nós do Coroa Metade nos beneficiamos desse movimento”.

Segundo o diretor do site, as expectativas com as novidades são as melhores possíveis. “De janeiro de 2016 ao final de novembro de 2017, o número de cadastros aumentou de 92 mil para 301 mil, mesmo em um período bem difícil para a economia do País”, afirma.

Gontow projeta um crescimento de 150% em 2018, mas acrescenta que um dos grandes desafios do Coroa Metade é atrair um número maior de homens. “Temos hoje 38% de homens e 62% de mulheres. Isso porque quando uma mulher gosta do site ela conta para dez ou mais amigas. Já o homem não conta para ninguém. E não é por medo de concorrência, mas por receio de que o amigo diga: ‘Cara, você é um banana? Precisa de um site para conhecer mulher?'”.

O Coroa Metade segue o modelo matchmaker dos sites de encontros surgidos nos EUA, onde as pessoas preenchem amplos cadastros antes de começar a teclar. O objetivo é traçar o perfil pessoal do eventual parceiro(a) e, assim, aumentar as chances de encontrar alguém que realmente valha a pena. 

O cadastro no site é gratuito, mas existe uma assinatura (conta Premium) que dá diversas vantagens como acesso ao chat, aparecer antes nas buscas, saber quem viu seu perfil e se comunicar com todos os usuários do site, mesmo com quem não é pagante.

O nome Coroa Metade foi uma grande sacada, por resumir em duas palavras o objetivo do site e, claro, remeter à conhecida expressão “procuro pela minha cara metade”. “Constatamos, também, em nossas pesquisas e encontros realizados com grupos que têm o perfil do site, que a idade torna as pessoas mais seletivas. O site é procurado, basicamente, por homens e mulheres que não têm tempo a perder em encontros sem sentido, mas que ainda acreditam que é possível encontrar a sua coroa metade”, conta Gontow, que observa: “Buscamos garantir aos nossos usuários a oportunidade de conhecer com discrição, foco e privacidade pessoas interessantes, com os mesmos valores e objetivos, para compartilhar a dois os grandes momentos da vida”.

Números gerais do site Coroa Metade:

  • 301 mil cadastros;
  • 52 casamentos realizados;
  • Milhares de namoros;
  • 38% de homens;
  • 62% de mulheres.

Sobre o surgimento do site

Separei-me aos 43 anos e por dois anos, mesmo não sendo tímido, vivenciei as diversas dificuldades que um homem mais velho passa para encontrar uma nova companheira. A gente já não está mais na faculdade, muitas vezes não tem vontade de frequentar baladas, geralmente não quer se envolver afetivamente com alguém do trabalho…

Como casei novamente aos 45 anos, deixei esta história “adormecida”.

Há cerca de cinco anos e meio fui a uma festa de amigos que se formaram juntos na antiga oitava série e que não se encontravam há 30 anos. No encontro, vi que 60% dos antigos colegas eram solteiros, viúvos ou divorciados. E nas conversas ouvi muitas queixas do tipo: “Pô cara, companhia para uma noite eu encontro fácil, mas uma companheira para a vida toda é tão difícil…” e “Faço academia, estou em forma, os homens olham para mim no shopping, em restaurantes… não tenho problema de encontrar um homem que passe um dia, uma semana ou um mês comigo, mas é tão complicado achar alguém que queira uma relação estável com uma mulher que vive com dois filhos…”.

Voltei para casa pensando em criar alguma coisa para esse público. Aí surgiu a ideia de criar um site de relacionamento. Como existem muitos, teria de ser um site específico para o público maduro. Mas teria de encontrar um nome que resumisse por si só a proposta do site. Finalmente, veio o nome: Coroa Metade, o site de relacionamento para as pessoas maduras.

(Airton Gontow)

Site: www.coroametade.com.br

 

 

Compartilhar
Artigo anteriorFelicidade não tem preço
Próximo artigoQueridos Irmãos,

Jornalista desde 2005 com atuação em mídia impressa, on line e com vasta experiência como assessora de imprensa. Especialista nos segmentos de Cultura, Moda, Turismo, Beleza, Negócios, Gastronomia e Personalidades.

Deixe seu comentário