Longas filas para pegar os filhos nas escolas têm seus dias contados

Cada dia mais as instituições de ensino têm feito uso do app Filho sem Fila, que auxilia os pais que buscam seus filhos nos colégios

0
33
Filho sem fila

Um grande problema que os pais enfrentam todos os dias são as longas filas e a grande espera quando vão buscar seus filhos na escola. E esta é uma questão que, até agora, parecia não ter fim, não fosse por Léo Gmeiner, sócio-diretor da Intuitive Appz e CEO desenvolvedor do aplicativo Filho sem Fila.

O app que funciona por geolocalização possibilita maior agilidade e, principalmente, segurança na hora da saída dos filhos da escola, porque ele avisa a chegada dos pais, permitindo que o colégio prepare o aluno com antecedência.

História
Leo Gmeiner
Leo Gmeiner, CEO desenvolvedor do aplicativo Filho sem Fila

Léo é pai de três filhos e, dois deles, estudam no mesmo colégio, na cidade de Santo André, no ABC Paulista, onde residem. Um dia, durante uma longa e exaustiva espera na fila de carros para retirar seus filhos da escola, o empresário teve a ideia de criar um app que pudesse auxiliar todos os pais que passavam pelo mesmo problema que ele. E foi aí que começou a nascer o Filho sem Fila. “O Filho sem Fila foi criado a partir da percepção de uma realidade, principalmente minha, para aumentar a segurança de pais e alunos e diminuir a perda de tempo na hora da saída, agilizando a vida tanto dos responsáveis como da equipe escolar.”, conta Léo.

E para que o aplicativo fosse realmente eficiente e funcionasse efetivamente, após idealizar o produto e a forma inicial de funcionamento, Gmeiner e sua equipe foram a campo. “Começamos um processo de pesquisa e desenvolvimento abordando diversos gestores escolares, bem como pais, alunos e especialistas em segurança escolar e, ao mesmo tempo, pesquisamos as melhores tecnologias a serem aplicadas.”, compartilha.

E, neste processo, o maior desafio, segundo Léo, foi desenvolver algo novo. Mas, em contrapartida, ouvir seus clientes é um trunfo importante para a atualização constante. “Criar uma coisa que nunca havia sido feita traz desafios maiores do que simplesmente se inspirar em algo já existente, por isso nossa experiência prévia em desenvolvimento de aplicativos com tecnologias disruptivas foi muito importante. De qualquer forma, é um processo contínuo, não paramos de desenvolver e criar em nenhum momento, inclusive porque damos muita importância ao que as escolas nos contam e pedem”, confessa.

Benefícios para pais, alunos e escolas
Filho sem Fila
Sistema do Filho sem Fila que é simples e intuitivo

O Filho sem Fila foi desenvolvido especialmente para os pais e alunos com os principais objetivos de dar mais agilidade e segurança na saída da escola, conforme o empresário reforça. “O benefício mais relevante é a segurança dos filhos, uma vez que a escola passa a ter de forma prática e atualizada as informações sobre quem pode ou não retirar os alunos. Em seguida, vem a segurança dos próprios pais, que ficam 75% menos tempo expostos à violência urbana, enquanto esperam por seus filhos. Como benefícios colaterais temos, ainda, um ganho significativo de tempo, ou seja, cerca de 30 horas por ano para cada pai e a melhoria do trânsito no entorno das escolas.”, afirma.

E para melhorar os benefícios oferecidos pelo app, as escolas poderão ter mais tempo para se preocupar com a educação, do que com os longos e árduos tempos de saída dos alunos. “As escolas, em primeiro lugar, podem dedicar mais ao educar, pois tiramos esse peso das costas delas. A equipe envolvida na saída ganha mais tempo, uma vez que reduzimos isso em cerca de 60%. Já do ponto de vista social, elas agem pelo bem comum ao aumentar a segurança e diminuir o trânsito que causam, mostrando que se preocupam com a comunidade na qual estão inseridas. Por fim, da perspectiva do marketing, esses ganhos costumam atrair novos clientes e a fidelizar os atuais.”, diz Léo.

Sucesso mundial

Não bastasse ser uma ideia genial, o reconhecimento do Filho sem Fila veio na mesma velocidade de seu sucesso. Com mais de 100 escolas, 30 mil alunos e 50 mil pais que são beneficiados diretamente, Gmeiner está iniciando a aplicação do app nos Estados Unidos e já tem algumas conversas em outros países latino-americanos. “Estamos iniciando a oferta do Filho sem Fila em outros países e, ao mesmo tempo, fomos selecionados, em 2016, para um programa da Dream2B e da Launch Academy, que aconteceu em Vancouver, no Canadá. Isso foi muito importante para entendermos o mercado norte-americano e como pensam os consumidores de lá. Além disso, fomos selecionados como uma das startups não-canadenses mais promissoras do ano, pela associação canadense de investidores-anjos.”, conta orgulhoso.

Conheça mais sobre o Filho sem Fila pelo site: www.filhosemfila.com.br

Veja como o app funciona:

Compartilhar
Artigo anteriorMitos e verdades sobre a vasectomia
Próximo artigoCopo cheio ou copo vazio? (Por Léo Alves)

Diretor Editorial e de Redação da Revista Nova Família.

Jornalista e assessor de imprensa, desde 2001, conta com grande experiência como repórter, em jornais impressos e emissora de TV, como editor de revista, e webwriter. Além disso, é especialista em assessoria de imprensa e comunicação corporativa, incluindo mídias sociais, marketing digital e otimização de sites (SEO)

Deixe seu comentário