Mundo online x offline: como equilibrar as duas realidades na educação das crianças

0
33

Um dos desafios dos pais da nova geração é saber balancear o acesso dos pequenos aos conteúdos online e offline. Atualmente muitas crianças com menos de 10 anos já sabem manusear celulares, tablets, entre outros dispositivos, dando preferência a este tipo de interação e deixando de lado brinquedos e livros. Com as novas ferramentas educativas sendo criadas, e novas oportunidades de unir os conteúdos no ambiente real e no digital, as formas de inclusão e de estimular o desenvolvimento cognitivo das crianças têm ficado cada vez mais adaptáveis para todas as famílias.

Ferramentas como o PlayKids Explorer, clube de assinaturas de atividades educativas, conseguem fazer essa ponte entre o real e o virtual. Os assinantes recebem kits temáticos com atividades que incluem livros customizados e cards que brincam com a realidade aumentada, cujo conteúdo é acessado com a ajuda de celulares e tablets. Para Breno Masi, diretor de tecnologia e produto da PlayKids, essas ferramentas podem ser bem utilizadas no desenvolvimento das crianças, mas existem alguns conselhos para os pais que querem balancear as atividades dos filhos nos dois universos.

“Colocar hora e limite de tempo para as brincadeiras online é extremamente importante, combinando com os pequenos a hora certa em que terão que desligar os aparelhos. É igualmente importante que controlem os conteúdos que seus filhos estão expostos, pois há necessidade de um direcionamento quanto a idade e evolução de cada criança”, explica Masi.

Para atividades offline, é indicado que os pais tenham com os filhos momentos de leitura em família. Por exemplo, antes de dormir, construir o hábito de ler para ou com seu pequeno, de modo que livros sejam sinônimo de diversão. Para Sarah Helena, psicóloga e membro do time de curadoria do PlayKids Explorer existe um grande desafio no novo formato de educação das crianças, que consiste em competir com o grande apelo das mídias e até mesmo dos colegas por atividades online. Porém, é importante enxergar as novas tecnologias como aliadas na hora de estimular os filhos.

“Não basta criticar as tecnologias ou proibir o uso, é necessário refletir sobre a rotina estabelecida e construir outras conexões com nossos filhos, o que implica em reservar tempo de qualidade junto a eles”, finaliza Sarah.

Os assinantes do PlayKids Explorer no Brasil têm acesso ilimitado ao repertório de conteúdos do PlayKids App. Para saber mais informações sobre como o PlayKids Explorer reúne atividades online e offline, acesse http://www.playkids.com/explorer e conheça os diferenciais do clube.

Deixe seu comentário