CineMaterna completa 10 anos

0
55

Iniciativa encerra 2017 com 19 estreias e presença em 112 cinemas do país 

Em 2017, apesar da persistência da crise econômica e das dificuldades, o CineMaterna continuou crescendo, levando sessões de cinema especiais para mães como bebês a novas cidades do país. Foram 19 estreias, sendo cinco lançamentos em novos municípios, consolidando assim o sucesso da iniciativa em 112 cinemas de 16 redes de exibição espalhadas por 45 cidades de 17 estados brasileiros.

“Assim como a maioria das empresas, o CineMaterna não teve um ano fácil. Foi um ano de reformulação da equipe e da forma de trabalho, mas que nos trouxe novas perspectivas e muitas ideias para 2018”, explica Irene Nagashima, fundadora do CineMaterna.

Mesmo com percalços pelo caminho, 2017 trouxe bons frutos para a ONG, pioneira no segmento. Quase 77 mil pessoas, entre adultos e bebês, passaram pelo CineMaterna somente neste ano. E para as mães de Salvador, na Bahia, foi um ano inesquecível: depois de um período fora da cidade, o CineMaterna voltou em parceria com outro shopping, graças à uma campanha de mobilização das mães soteropolitanas. “É uma cidade importante para nós e fizemos um esforço grande. Contamos com a mobilização das mães e de voluntárias e chegamos a um acordo com shopping e cinema”, conta Nagashima.

E 2018 já começa cheio de novidades. O primeiro trimestre do ano já está lotado de estreias. Cinco novas cidades já estão confirmadas para receber o CineMaterna: Montes Claros (MG), Bragança Paulista, Mogi das Cruzes e Araraquara (SP), além de um segundo cinema em outras cidades, onde já há acontecem as sessões baby friendly.

O foco de crescimento em 2018 será em capitais que ainda não contam com a presença do CineMaterna, especialmente nas regiões Norte e Nordeste, como São Luiz (MA), Teresina (PI), Aracaju (SE) e Maceió (AL).

“A quase totalidade na expansão do CineMaterna ao longo dos anos foi ‘passiva’, ou seja, atendendo a pedidos de shoppings que buscam uma iniciativa amigável às famílias de recém-nascidos. Neste ano queremos fazer diferente”, pontua a fundadora da ONG, que complementa: “Em agosto faremos 10 anos e isso nos leva a uma reflexão, a um balanço do que já fizemos e dos nossos objetivos para o futuro. Queremos celebrar essa iniciativa criada e gerida por mulheres e mães, que conseguiu chegar aos 10 anos saudável e com muitos planos”, conclui Irene Nagashima.

Sobre o CineMaterna:

O objetivo da Associação CineMaterna é resgatar o convívio social das mães no pós-parto, proporcionando a elas uma oportunidade de retornar à vida cultural e de criar uma nova rotina saudável, de lazer e integração, em companhia do neném de até um ano e meio. E para que a experiência seja prazerosa, tranquila  e confortável para mães e bebês, uma equipe de voluntárias transforma as salas de exibição onde acontecem as sessões em um cenário perfeito para agregar o máximo de conveniência e facilidades. O ambiente é levemente iluminado, o volume do som é reduzido, o ar condicionado é mais suave e são colocados trocadores dentro da sala, abastecidos com fraldas, pomadas e lenços umedecidos, que podem ser usados gratuitamente; além de um “estacionamento” de carrinhos de bebês.

Para atender à demanda em todo o país, a equipe do CineMaterna conta com 393 colaboradoras, entre administrativas e mães voluntárias que atuam nos cinemas recepcionando o público e prontas para ajudar em caso de necessidade.

www.cinematerna.org.br

Deixe seu comentário