Cultura

Fotógrafo brasileiro Jr. Luz terá exposição no museu do Louvre, em Paris

O fotógrafo brasileiro Jr. Luz {38}, de Florianópolis {SC}, está de viagem marcada para representar o Brasil no Museu do Louvre, em Paris. Destaque na

Fotógrafo brasileiro Jr. Luz terá exposição no museu do Louvre, em Paris

O fotógrafo brasileiro Jr. Luz {38}, de Florianópolis {SC}, está de viagem marcada para representar o Brasil no Museu do Louvre, em Paris.

Destaque na fotografia criativa internacional, o brasileiro terá três obras de seu acervo expostas, de 18 a 20 de outubro deste ano.

As obras ficarão no Carrousel Du Louvre, à convite da Divine Académie, instituição que faz ponte entre a cultura franco-brasileira. O fotógrafo recebeu a carta-convite diretamente do vice-presidente da Divine Académie, Bel Saffe, fotógrafo premiado pela ONU, que se impressionou com a arte de Jr. Luz em visita ao Brasil, em 2018.

Outubro é, tradicionalmente, o mês em que artistas do mundo inteiro se apresentam no Carrousel Du Louvre, um espaço subterrâneo do museu, que contempla a famosa obra La Pyramide Inversée. O Museu do Louvre é o maior museu de arte do mundo.

AS OBRAS ESCOLHIDAS

Jr. Luz levará três de suas obras para exposição. “Foi um sacrifício enorme fazer uma auto-curadoria, escolher a temática e os quadros que iria expor, mas por fim cheguei a um resultado que considero justo”, revela.

As fotografias escolhidas pelo fotógrafo terão como objetivo retratar o Brasil por meio de suas originalidades.

“Brazilian Tribe

A primeira obra se chama “Brazilian Tribe”, feita em 2018 com folhas de árvores nativas da ilha de Florianópolis {SC}, e inspirada nas tribos indígenas do Brasil.

“Essa foto é peculiar porque, sempre que eu passava por aquela árvore no meu bairro, eu imaginava uma cabeça entre as folhas. Depois de dois anos passando por ela, tomei coragem e pedi para o dono deixar eu tirar umas folhas. Com as folhas, colei uma a uma em uma tela e fiz um buraco no meio para encaixar o rosto de uma pessoa”, explica.

“Véu do Mistério”

A segunda obra foi batizada de “Véu do Mistério”, de 2017, uma das mais famosas do fotógrafo. “Foto muito curiosa e forte.

A ideia nasceu depois que minha esposa e eu passamos um dia de calor jogando bexigas d’água um no outro, e clicando o momento em que ela estourava, o splash! Percebi que seria interessante misturar tinta guache na água.

Após estourar, fiz vários cliques para registrar o movimento da água caindo sobre a cabeça da modelo”.

“Amazônia”

A terceira obra se chama “Amazônia“, de 2019. Feita com plantas Vitória Régia – típicas da floresta, que atravessa sua era mais crítica em relação à queimadas e desmatamento.

“Eu sempre sonhei em visitar a Amazônia e poder fazer uma foto com uma modelo cercada de vitórias-régia. Criei essa foto com intuito de ela transmitir a força do Brasil. A tática que usei foi aproveitar uma canoa indígena que estava abandonada, com uma câmera em um mono pé e uma lente olho-de-peixe”, revela.

BIOGRAFIA

Natural de Goiânia {GO} e com apenas oito anos de profissão, Jr. Luz

é considerado um dos fotógrafos mais inventivos quando se trata de criar ensaios fotográficos. Encabeça um dos principais workshops de criatividade e inovação fotográfica do Brasil. Foi, também, palestrante nos principais congressos de fotografia do Brasil, como Estúdio Evolution, Semana da Fotografia e PhotoImage, e segue palestrando e fotografando por todo território nacional.

Por Redação