SAUDE & BEM-ESTAR

O que te motiva ?

A inteligência emocional ajuda a reconhecer os próprios sentimentos, entender situações e saber agir com responsabilidade

O que te motiva ?

A Inteligência emocional vem sendo muito estudada nos últimos tempos, mas o que é ser inteligente emocionalmente? Saber conversar francamente consigo mesmo, reconhecer os diversos sentimentos, lidar com questões que te tirem da zona de conforto e agir com responsabilidade, são alguns pontos estudados.

Madalena Feliciano, Gestora de carreira, CEO da Outliers Careers e IPCoaching, ensina, “A educação emocional traz para a vida, melhores relacionamentos empresariais, amorosos, de amizade e com a família”.

Saber controlar as emoções é uma virtude, em muitos aspectos da vida as pessoas acabam se desesperando e bloqueando novas oportunidades, agir com inteligência emocional é saber lidar com os momentos de maior tensão, saber agir com calma, respeito e principalmente sem ferir a si mesmo.

Madalena conta que se você não sabe para onde ir, qualquer lugar serve, o aprendizado sobre inteligência emocional é essencial na vida. Ela é sustentada por dois pilares – Autoconhecimento, quanto mais conhecimento a pessoa tem sobre si, mais inteligente ela é. Gerenciamento das competências emocionais, mesmo que as emoções controlem uma grande parte da vida, saber administrar, é fundamental para evitar estresses, dores e sentimentos negativos, e assim saber agir em dado momento.

Saber aceitar os fracassos também faz parte do processo, cair é normal para todos, se levantar é mais importante, focar nos pontos bons e não nos ruins, saber que se você fracassou hoje é por que estava tentando realizar uma atividade, mas ela não para por ai, você se reergue e a atividade continua e assim obterá sucesso, apresenta a gestora.

Se colocar no lugar do próximo faz parte da educação emocional também, a empatia deve ser trabalhada, a vida acontece com todos, ficar frustrado é normal, mas carregar mágoas não, entender que o outro pode estar em um dia complicado, saber traduzir as emoções claramente, ser cuidadoso, prestativo e amigo, evitar o pré-conceito e pré-julgamento acima de tudo.

Em um momento tão delicado de quarentena, a inteligência emocional deve ser estudada e utilizada em seu máximo, tudo o que podemos fazer é cuidar de nós e dos outros, e confiar que tudo isso vai passar finaliza Madalena.