28 fatos fascinantes sobre sexo que você não sabia

1272

Você pode ter muita experiência quando se trata de sexo, mas apostamos que você não conhecia todos esses fatos impressionantes

O sexo é parte da natureza humana. Seja praticado casualmente ou dentro de uma relação, o ato sexual é comprovadamente benéfico para a saúde das pessoas – desde que, claro, seja feito de forma segura e consensual.

Provavelmente, você já sabe que o sexo libera substâncias ligadas ao bem-estar físico, mental e emocional, sendo capaz de aumentar a imunidade, melhorar o sono e trazer benefícios à pele. Porém, ainda há muito sobre sexo para descobrir!

Existem muitas linhas de pesquisas relacionadas a essa temática. Entre elas, estão estudos para descobrir o funcionamento do organismo, como acontecem as respostas aos estímulos, as reações fisiológicas envolvidas no ato sexual, o lado psicológico e as questões comportamentais. Como resultado, os cientistas já nos forneceram uma grande variedade de curiosidades sobre o sexo.

Confira nossa lista de fatos fascinantes sobre essa prática tão presente desde que o mundo é mundo:

1. O orgasmo alivia as dores, pois ele libera endorfinas, que têm poder anestésico.

2. A cada segundo, 7 comprimidos de Viagra são vendidos pelo mundo.

3. O clitóris tem o dobro de terminações nervosas em relação ao pênis: são cerca de 8 mil.

4. Os sonhos eróticos que levam ao orgasmo feminino acontecem cerca de 90 minutos depois que a mulher adormece, pois é nessa hora que o fluxo sanguíneo na região da vagina aumenta.

5. Assim como a orelha e o nariz, o clitóris nunca para de crescer. Aos 30 anos, ele está quatro vezes maior do que na puberdade.

Foto: Disney

6. Uma mulher perde cerca de 70 calorias durante a relação sexual, enquanto os homens perdem de 100 a 200 calorias.

7. O orgasmo também “emagrece”: o fenômeno consome 27 calorias.

8. O espermatozoide pode se manter vivo dentro do corpo da mulher por 5 dias.

9. Uma colher de chá de sêmen contém 7 calorias.

10. O óvulo chega a medir até 14 milímetros, podendo ser visto a olho nu.

11. Durante o sexo, nosso corpo produz um hormônio antidiurético, e por isso você pode sentir dificuldade para urinar logo depois da relação.

12. Bom motivo para cuidar do colesterol: quanto menores forem os níveis, melhor será a performance sexual.

13. Apesar disso, faz bem urinar depois do sexo, pois esse hábito evita infecções do trato urinário.

Foto: OITNB/Netflix

14. O cheiro das abóboras é capaz de estimular o fluxo sanguíneo para o pênis, ajudando na ereção.

15. Um único espermatozoide contém o equivalente a 37,5 MB de informações genéticas. Com 17 ejaculações, é possível alcançar a capacidade de armazenamento de um iPhone de 256 GB.

16. Um baixo nível de glicose no sangue pode deixar você menos propenso a sentir desejo de fazer sexo. Coma sobremesa.

17. Os homens com menos de 40 anos levam cerca de 10 segundos para chegar a uma ereção.

18. Durante a ejaculação, o sêmen viaja a 45 km/h.

Foto: Facebook/Usain Bolt

19. 35% das pessoas com menos de 35 anos checam suas redes sociais logo depois de fazer sexo.

20. Pior: 20% das pessoas abaixo de 35 anos utilizam o celular DURANTE o sexo.

21. O orgasmo masculino dura 6 segundos, enquanto o feminino dura 20.

22. As mulheres homossexuais são as que mais atingem o orgasmo: elas chegam ao clímax em 74,7% das relações sexuais, enquanto as heterossexuais ficam com 61,6%, e as bissexuais, 58%.

23. Fazer sexo depois de ir à academia é uma boa ideia: os exercícios aumentam o fluxo sanguíneo para a região genital e elevam os níveis de testosterona.

24. Fingir orgasmo é uma prática associada às mulheres, mas 31% dos homens já fizeram isso também.

Foto: Friends/Warner

25. Sentir os pés gelados é um empecilho para chegar ao orgasmo: uma pesquisa constatou que, ao usar meias, a quantidade de mulheres que chegaram ao clímax aumentou de 50% para 80%.

26. As mulheres são mais propensas a trair seus parceiros quando estão ovulando.

27. Seu cérebro fica menos atento durante a relação sexual. A amídala, responsável pelo medo e a ansiedade, é “desligada” durante o orgasmo feminino.

28. Nas mulheres, o orgasmo diminui o risco de doenças cardíacas, derrame, câncer de mama e depressão. Ou seja, parece que o sexo é o melhor remédio.

Você ficou surpresa com essas curiosidades? O sexo é uma fonte inesgotável de fatos interessantes, e ainda temos muito a descobrir conforme as pesquisas avançam. Enquanto isso, continue se informando e aproveitando os benefícios ao máximo, sempre colocando a saúde em primeiro lugar.