Quer voltar ao normal?

Quer voltar ao normal?

Quer voltar ao normal?

Quer voltar ao normal? “Hoje li um artigo de um pesquisador e matemático onde ele dizia que o covid é só uma amostra grátis da pandemia que está por vir e entre ser otimista e pessimista, escolhi ser realista e ouvir (ler) com atenção o cara. 

E é isso, tende a piorar. Não sei se ainda esse ano ou daqui 10 anos, existirão mais pandemias, mais matadoras e o que a gente quer fazer com essa informação? Ignorar não seria muito inteligente. 

E se você realmente olhasse para o pouco tempo que te resta? Porque não importa se você ainda tem uns 10 dias ou 80 anos pela frente, é pouco porque além de você, tem seus filhos, netos, bisnetos, pessoas. Você está contente com essa vida de hoje?

Eu estou achando tudo muito errado. Três horas de trânsito pra ir pra um trabalho que te come as vísceras diariamente, pra ganhar um dinheiro que você usa pra acumular coisas que não preenchem o seu vazio ao invés de compartilhar com quem precisa. 

Essa exigência de ser cada vez ‘melhor’ pra vender cada vez mais, pra comprar cada vez mais, pra você ficar cada vez mais infeliz com o que tem e com o jeito que você gasta seu tempo. E esse desespero de enfiar aulas online nas crianças pra não perderem o ano?

Qual o sentido do cateto de uma hipotenusa quando milhares de pessoas estão morrendo a sua volta, na sua família? Quer enfiar aula online? Ótimo, ensina sobre gerenciamento de emoções, empatia, meditação então. Ressignifica.

Não dá mais pra tentar enfiar o antigo normal no novo normal quando o mundo está acabando justamente pra te mostrar que está tudo errado. As pessoas já estavam doentes antes da pandemia. Doentes das emoções, doentes por seguirem como robôs um sistema opressor, louco, cruel (e esse nosso presidente é só um reflexo).

Quantas pessoas trocaram abraço de verdade por emoji nesses últimos anos em prol da produtividade? Quantas pessoas suam a camisa pra parecer algo que não são? Pra quê, pra quem? Quantas pessoas se mataram pra buscar fora o que só pode encontrar dentro? Alguém alguma vez ensinou isso pra gente? Não. 

Quantas pessoas que você conhece tomam antidepressivo, ansiolítico ou um anti qualquer? No meu círculo, 9 entre 10. É normal? Você quer voltar a esse normal? Eu não quero. 

O ator que se suicidou essa semana escreveu que a humanidade deu errado e ele está certo. Não existe mais humanidade e a gente finge não ver porque haja esforço pra mudar toda uma linha de pensamento que está tão incrustada nos nossos neurônios como mariscos nas rochas.

Dá trabalho tirar eles de lá? Dá. Tem que começar e o zero e talvez o zero já tenha começado junto com a pandemia. Talvez seja hora de resetar a vida que a gente conhece e começar de novo, agora com foco no que realmente importa: o afeto, o amor ao próximo, a empatia, o não julgamento, a mão estendida, a compaixão.

Acho que ainda tem chão pra isso, mas tirando um tijolo por dia a gente consegue desconstruir um castelo que não serve pra nada além de nos afastar uns dos outros e nos consumir na nossa bolha de egoísmo.”

Crédito do vídeo: Guga Menga

POLISHOP & NOVA FAMÍLIA juntos para oferecer tudo de melhor para você e sua Família!

Para saber mais CLIQUE AQUI!!!

WWW.POLISHOP.COM.VC/NOVAFAMILIA

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Veja os últimos posts

Espelho Mágico

“Espelho, espelho meu existe alguém mais bonita(o) do que eu?” O espelho encantado não foi colocado em uma prateleira vazia, mas se esconde dentro de

Continuar Lendo »