5 erros de quem tenta aprender matemática e não consegue

5 erros de quem tenta aprender matemática e não consegue

Por caírem em erros comuns na rotina de estudos, muitos alunos encaram a matemática como “vilã”; o Professor Ferretto, maior influenciador de matemática do Brasil, pontua os 
principais deslizes e dá dicas para garantir o aprendizado

Crédito: Envato  Elements

Aprender matemática nem sempre é fácil para a maioria dos estudantes. Conhecida como a disciplina mais difícil durante os anos escolares, muitos alunos não sabem muito bem como resolver os exercícios, e é comum que cometam erros durante as aulas e estudos. O Professor Ferretto – maior influenciador de matemática do Brasil, com mais de 1,7 milhões de inscritos no Youtube – explica que o medo dos números é tão grande, principalmente entre os mais jovens, que muitos deles nem tentam aprender e desistem logo no início.

“Existem sim assuntos complicados na matemática, mas que, se estudados com dedicação, são bem possíveis de se tornarem fáceis. Para isso, a minha indicação é que a pessoa estabeleça horários de estudos e não deixe a matéria acumular. Se tudo for seguido e revisado corretamente, a matemática não vai parecer tão impossível de aprender. A estratégia errada pode ocasionar em uma frustração, pois o aluno não atinge o sucesso de uma nota boa “, explica.

Abaixo, o professor lista erros que levam os estudantes a temerem a matéria:

Decorar fórmulas

Esse é um dos erros mais comuns entre os estudantes. Durante as aulas, alunos que apresentam dificuldades com a disciplina buscam como estratégia decorar as fórmulas ou o passo a passo dos problemas listados nas apostilas ou livros, achando que, se tudo estiver “na ponta da língua”, conseguirão reproduzir as mesmas resoluções das questões exigidas nas provas.

“É quase impossível decorar todas as fórmulas. Para se dar bem com a matéria, antes de tudo, é preciso entender o por quê e quando aplicar. Dessa forma, resolver a questão será muito mais fácil do que se imagina”, comenta Ferretto.

Não saber interpretar o enunciado dos problemas

O erro na interpretação pode ser um “tiro no pé” para quem está realizando a prova ou o simulado. Isso porque a maioria deles pode apresentar “pegadinhas” e números extras que não precisarão fazer parte da resolução da questão, com o intuito de confundir quem está realizando a prova.

O Professor Ferretto diz que é normal encontrar informações para confundir os estudantes, principalmente em provas grandes como vestibulares e Enem, pois existem muitos candidatos concorrendo a um número relativamente pequeno de vagas. “Por isso, sugiro que leiam mais de uma vez o enunciado, para não deixar passar nenhuma informação despercebida”.

Achar que a matéria é impossível e nem tentar

Por ser conhecida como um “bicho de sete cabeças”, principalmente nos primeiros anos da escola, alguns alunos já chegam às aulas de matemática desanimados ou falando que não conseguem aprender, que a disciplina é chata, e por aí vai. Mas nem sempre essa opinião contra a matemática é unânime.

“Realmente existem alunos que não se dão bem com a matemática, mas isso sempre existirá em todas as matérias, como português, geografia, história, entre outras. Antes de chegar a qualquer conclusão, tente descobrir se não tem realmente afinidade, e não desperdice um possível talento por escutar demais as experiências dos outros. Nada é impossível”, recomenda Ferretto.

Não saber por completo a matemática básica

Por ser a base principal para todos os assuntos ao decorrer dos anos, para ter um rendimento positivo na matéria é preciso dominar muito bem os assuntos básicos. Operações como soma, subtração, multiplicação e divisão devem viver “frescas” na cabeça de quem está envolvido no mundo da matemática. As porcentagens, razão e proporção, também estão inseridas nesse grupo, além das equações de 1°/2° grau.

“Conhecer esses temas por completo com certeza facilita na resolução de outros problemas exigidos, mas é comum encontrar alunos que não lidam direto com a matemática básica. Se você tem dificuldade com a disciplina, verifique como está o seu conhecimento desses assuntos citados acima, para poder dar continuidade aos estudos”, aconselha.

Não praticar com frequência

É comum escutar dos mestres que o segredo da matemática nada mais é do que treino. Existem por aí muitas pessoas que acham que estudar matemática para prova é resolver um ou dos exercícios e pronto. Para tirar uma nota boa, é preciso treinar muito, e realizar os exercícios repetidamente. Com toda certeza um matemático ou um professor fez muitos exercícios antes de se tornar um profissional.

“Para chegar no ponto de entender e dominar a matéria por completo, é necessário muito treino. O estudante não deve apenas ficar atento ao conteúdo, resolver alguns problemas da apostila e achar que está apto a tirar uma boa nota na prova. Por isso, a dica é fazer um pouco por dia, para não deixar tudo para a semana de provas”, finaliza o Professor Ferretto.

Sobre o Professor Ferretto: É o maior influenciador de matemática do Brasil, com mais de 1,7 milhões de inscritos no Youtube. O canal proporciona a milhares de estudantes a oportunidade de aprender e se desenvolver na matemática, desde o nível básico até a matemática do ensino superior. O acesso aos conteúdos do canal é gratuito, e também há cursos que podem ser adquiridos no site. Em seu blog, o professor também dá dicas para entender a matemática de forma prática e sem complicação.