5 motivos para as empresas apoiarem os funcionários a viajarem

adventure-2548133_1280

Os colaboradores voltam mais criativos e com pico de produtividade

Está se tornando cada vez mais comum empresas brasileiras incluírem como bônus, das metas coletivas, uma viagem para um grupo/setor. Seja no final do ano e/ou em outro período, o certo é que as companhias perceberam que oferecer uma oportunidade de viajar, com tudo pago, para os seus colaboradores é bom. Gera produtividade, engajamento, e cria empatia. Afinal a meta individual se torna coletiva. Além disso, após a viagem, ao retornar ao trabalho, esse funcionário está no seu estado mais calmo e com o maior pico de criatividade. Isso foi comprovado por meio de algumas pesquisas citadas nas dicas abaixo!

É de conhecimento de muitas pessoas que grandes empresas como Google, Airbnb, Expedia, entre outras se preocupam com o bem-estar dos seus colaboradores e oferecem benefícios realmente diferentes do praticado do mercado. Todavia, empresas menores podem incentivar os seus funcionários e parceiros a viajarem. E isso não precisa, necessariamente, envolver dinheiro. Esse incentivo pode ser feito através de descontos em redes hoteleiras, restaurantes, dicas de viagem na própria intranet e/ou site da própria empresa, entre outros. O ponto aqui é a empresa transparecer e realmente acreditar que as férias viajando são benéficas para o funcionário, para quem convive com ele, e para o próprio negócio.

Abaixo, a especialista da Minds Travel, Lorena Peretti, lista 5 motivos das empresas, grandes e pequenas, apoiarem os seus colaboradores a viajarem

1- O colaborador volta mais criativo

A afirmação acima foi comprovada pelas Universidades de Utah e do Kansas. Os psicólogos Ruth Atchley e David Strayer fizeram um experimento em que algumas pessoas ficaram por 4 dias em uma trilha, viajando, sem celular e depois tiveram que resolver problemas complexos. O contato com a natureza fez aumentar o desempenho dos indivíduos, nas propostas de solução dos problemas com criatividade, em 50%. Isso acontece porque o barulho nos grandes centros e a rotina tecnológica exige muita concentração cerebral que sobrecarregam as funções cognitivas. Ou seja, quando estamos na rotina há muito tempo funcionamos no famoso “piloto automático”e não somos criativos.

2- O colaborador volta mais calmo

Esse estudo foi conduzido por um grupo de pesquisadores do Japão, Coréia e Finlândia, e consistiu na realização de caminhadas, em diferentes trilhas, com 48 participantes. As caminhadas interferiram no relaxamento cardiovascular e aumentou a atividade nervosa parassimpática (Responsável pelas ações do organismo como a diminuição da pressão arterial e adrenalina – Quando respondemos as situações difíceis de forma tranquila). Logo, o funcionário interfira no clima organizacional e pode influenciar os demais colegas.

3- A empresa reduz gastos com tratamento de saúde

Afinal esses colaboradores voltam mais tranquilos e com o equilíbrio entre vida social e profissional. Melhora a saúde física e psíquica, e essa companhia tem menos afastamentos e rotatividade dos seus colaboradores. Foi comprovado através de um estudo feito pela revista Environmental Psychology que descobriu que pelo simples fato de uma pessoa ficar mirando uma fotografia da natureza por 40 segundo já modifica a atuação dela na próxima tarefa. Claro que isso é ampliado se for pessoalmente, o seu efeito.

4- O colaborador resolve problemas com mais facilidade

Uma pesquisa feita pelo Journal of Personality and Social Phychology comprovou que pessoas que viveram no exterior tem 20% mais chance de resolver problemas melhores do que quem permaneceu apenas no seu país. O contato com outras culturas faz ampliar o leque na solução de problemas. Incentive os seus melhores funcionários a ficarem um tempo fora.

5- O colaborador terá mais chance de conseguir entregar coisas novas e por isso ser promovido

Um estudo desenvolvido pela E.U.A Travel Association desvendou que funcionários que aproveitam todo o período de descanso/férias tem 6,5% mais chance de conseguir uma promoção. Isso acontece porque ele volta com mais foco/objetivos traçados e as empresas percebem isso.

Por Lorena Peretti, da Minds Travel

Receba nossas novidades, assine nossa newsletter!

Especial Mulher

Slider