800 ANOS DE HISTÓRIA POR ENTRE AS CHAMAS

7a933421baaffe9c2637f042426cd4ffcf42bfcb-1

Por Pâmela Gonçalves

No início da noite de segunda(15), por volta das 18h50 em Paris (13h50 em Brasília), altas chamas tomaram conta de um de um dos maiores monumentos da Europa. Foram mais de nove horas para que o fogo fosse controlado, parte da estrutura da cúpula e a torre conhecida por flecha caíram sobre o teto da catedral. O corpo de bombeiro acredita que o incêndio foi causado acidentalmente durante o processo de restauro da estrutura.

O presidente francês Emmanuel Macron, em nota oficial na noite de ontem afirmou que:

“Nós vamos reconstruir essa catedral, todos juntos. Uma campanha nacional vai ser lançada, e para além das nossas fronteiras. Nós faremos um chamado aos maiores talentos, que serão muitos e virão para reconstruir nossa Notre-Dame. A Notre-Dame de Paris é nossa história, nossa literatura, nosso imaginário. O lugar onde nós vivemos nossos grandes momentos, nossas epidemias, nossas guerras, nossa libertação”.

Além de um símbolo religioso, a catedral de Notre-Dame era um marco histórico e cultural. Sua estrutura arquitetônica marcada pelo estilo gótico, era diferente da maior parte das igrejas, o que a tornava única.

A História

A construção onde antes era uma igreja romana começou em 1163 e teve sua conclusão em 1345. Localizada na Île de la Cite, uma pequena ilha no coração de Paris, o monumento era rodeado pelo Rio Sena. No século XII, com o aumento da população a igreja começou a ser considerada pequena, e foi então que surgiu a ideia de construir uma enorme catedral, com mais de 40 metros de altura e 135 metros de largura.

No século seguinte muitos líderes religiosos consideraram que seus vitrais escureciam o interior da igreja e os mesmos foram substituídos por cristais. Na época da Revolução Francesa a catedral chegou a ser saqueada, tendo parte de seus tesouros roubados.

No reinado de Napoleão, a Catedral passou por um processo de restauro a fim de celebrar o acordo entre a França e a Santa Sé. Porém alguns anos depois a igreja voltou a ser saqueada. No mesmo período o escritor Victor Hugo lançou o livro “O Corcunda de Notre-Dame” que serviu como um alerta de que o ponto importante na cidade estava se deteriorando.

Foi então que em 1844, um restauro completo foi iniciado, levando em conta sua arquitetura, materiais e época de construção. O processo levou mais de 20 anos para ser finalizado. Na década de 90 o órgão interno também foi restaurado.

Em 2013 a Catedral de Notre-Dame comemorou 850 anos. Em seu interior podemos encontrar pinturas, as rosáceas (vitrais), esculturas (dentre elas 37 representações da Virgem Maria), o sino de Bourdon, um pedaço da Cruz, um cravo e a Santa Coroa.

Segue alguns fatos marcantes que aconteceram no seu interior:

– Por volta de 1450 ocorreu o processo de Reabilitação de Joana D’Arc.

– Em 1572 o Rei Henrique IV se casou com Marguerite de Valois, se convertendo ao catolicismo.

– Durante a Revolução Francesa em 1789, pessoas subiram na fachada com a intenção de destruir a cabeça das estátuas.

– Em 1804 Napoleão Bonaparte foi sagrado Imperador Napoleão I.

– Victor Hugo lançou em 1831 o livro “O Corcunda de Notre-Dame”, cujo personagem principal morava dentro das torres da catedral.

– Em 25 de Agosto de 1944, os sinos da catedral anunciaram a liberação da França da ocupação nazista.

Receba nossas novidades, assine nossa newsletter!

Especial Mulher

Slider