Alta expectativa para a estreia no Mundial

1338

Seleção brasileira masculina de handebol joga hoje (11/01) contra a França no primeiro desafio do mundial

Em Berlin desde o início da semana, a seleção comandada por Washington Nunes vem se preparando forte para a estreia no Mundial 2019 que acontecerá na sexta-feira (11/01), contra a França, atual campeã da competição e mesma adversária da primeira partida de dois anos atrás. As equipes estão no grupo A e o primeiro jogo do Brasil será realizado às 17h30 (horário de Brasília) na Mercedes –Benz Arena, na capital alemã.

Para a comissão técnica, a preparação foi positiva e a seleção está pronta para surpreender e buscar uma classificação inédita em mundiais. “Nosso objetivo é conquistar a melhor classificação da história. Com a mudança do sistema de competição, somente três seleções passam de fase, e, sinceramente, temos condições de estar entre os três melhores do nosso grupo”, afirma o otimista técnico Washington Nunes.

Segundo o craque e capitão da equipe Thiagus Petrus, esse mundial será muito difícil, mas está otimista em ajudar a seleção a alcançar uma boa colocação. “Nosso objetivo é alcançar a segunda fase e depois vamos ver o caminho. Estamos num grupo bem difícil, talvez o mais complicado, porém, temos grandes chances de brigar por uma das três vagas na segunda fase”, diz o lateral esquerdo.

Para o presidente da Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), Ricardo Souza, o Mundial Masculino 2019 já faz parte de um novo momento para o handebol brasileiro. “Estamos estreando na Alemanha/Dinamarca com o novo uniforme já com o patrocínio da Kempa. Parceria que começou no final de novembro de 2018 com as bolas, agora também contempla uniformes e tende a crescer cada vez mais”, afirma Souza, entusiasmado com a nova fase da modalidade no país.