Aplicativo Web que Conecta Pacientes a Médicos Especializados em Doenças raras é Lançado no 30° Congresso Brasileiro de Genética Médica

Muitos Somos Raros - Aplicativo Web

Especialistas podem se cadastrar ainda hoje no estande da plataforma Muitos Somos Raros

O Muitos Somos Raros (MSR), primeira plataforma brasileira de apoio ao enfrentamento às doenças raras, lançou hoje mais uma maneira de auxiliar quem ainda não conseguiu um diagnóstico: o aplicativo web Doutores Raros, que visa conectar pacientes que sofrem com doenças raras a médicos que atuem nessas patologias. De acordo com associações de pacientes, o diagnóstico final de uma doença rara pode levar até quatro anos. Na maioria dos casos, o paciente chega a passar por pelo menos dez médicos.

Na 30ª edição do Congresso Brasileiro de Genética Médica, feito pela SBGM, que começou ontem e vai até a próxima sexta-feira, no Centro de Convenções Sul América, no Rio de Janeiro, o MSR apresenta o aplicativo aos participantes e visitantes do evento. E os especialistas já podem, inclusive, se cadastrar direto no estande do Muito Somos Raros.

O aplicativo web funciona como um geolocalizador que permite aos pacientes localizar o médico mais próximo a ele que saiba tratar uma determinada doença. Para isso, basta acessar o site do aplicativo, acionar o localizador e designar o raio de quilometragem desejado.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, uma doença é considerada rara quando atinge até 65 casos em cada 100 mil indivíduos. Atualmente no Brasil, cerca de 13 milhões de pessoas têm algum tipo de doença rara e grande parte ainda não foi diagnosticada.

“Com o aplicativo, a ideia é que a comunicação entre médico e paciente cresça e facilite o diagnóstico, já que será mais rápido encontrar o especialista necessário para o tratamento de certa condição”, explica o diretor do Muitos Somos Raros e responsável pelo desenvolvimento do aplicativo, Cristiano Calamonaci.

Para saber mais sobre o Muitos Somos Raros, que já conta mais de 35 doenças raras listadas, 75 centros de referência e mais de 23 associações de pacientes, além de 94 mil seguidores no Facebook e 80 mil visitantes na plataforma, acesse o site: muitossomosraros.com.br

E para conhecer o aplicativo web Doutores Raros, clique no link abaixo:
doutoresraros.com.br