Barriga no pós-parto: especialistas dão dicas de como recuperar a Forma

Barriga pós-parto: especialistas dão dicas de como recuperar a forma

Barriga no pós-parto: especialistas dão dicas de como recuperar a Forma

Barriga no pós-parto: especialistas dão dicas de como recuperar a Forma de antes. Se você acabou de ter bebê e está preocupada em nunca mais entrar no seu jeans favorito, acalme-se.  Está bem que seu corpo passou por muitas modificações durante esses meses e ganhou aquela gordura que não estava aí antes. Mas, acredite:  você pode fazer os quilinhos extras desaparecerem mais rapidamente.

Para a nutróloga Nívea Bordin, da clínica Leger, tudo depende da quantidade de quilos que você engordou. “Se quando gestante você teve um ganho de até 9kg, normalmente, a perda de peso é muito rápida, com uma rotina de dieta balanceada e exercícios”, diz.

O problema vem para as mamães que ganharam mais de 15kg

 “Como o ganho de gordura foi bem alto, é difícil perder rápido. Além da distensão e formação de estrias, essas mães estão acostumadas a comer além do que é indicado”.

Para quem busca recuperar a forma de maneira saudável, Nívea Bordin e o dermatologista Bruno Burato dão dicas do que fazer para ter seu abdômen de volta. Confira:

PARTO:

– Normalmente, as mulheres que tiveram parto normal têm a contração do útero mais rápida e a tendência é que o abdômen volte ao normal antes das que fizeram cesárea. Isso porque esse tipo de parto pede que a paciente fique de 10 a 12 dias na cama com cuidados maiores. No parto normal, a grávida já sai bem do hospital, com alguns cuidados, mas a recuperação não é longa.

ALIMENTAÇÃO:

– É justamente durante a gravidez que as gestantes precisam controlar a alimentação. Não existe aquela desculpa de comer por dois, porque quanto mais você engordar, mais vai ser difícil perder depois que o bebê nascer.

– O corpo pode voltar ao normal dois meses após o nascimento da criança, como pode não voltar. Tudo vai depender dos hábitos alimentares da mãe. A dieta deve ser rica em proteínas, como carnes magras, ovos e leite. Elas ajudam na produção de leite materno e, também, a não engordar.

– É importante durante e após a gravidez a mãe ter o auxílio de um multivitamínico. Isso porque durante os nove meses ela compartilha os nutrientes com bebê, e o mesmo acontece durante a amamentação. Nesse período, há carência vitamínica no corpo da mulher.

– Amamentar ajuda a perder calorias e emagrecer. A mãe gasta muita energia em função do bebê, e se ela tiver uma boa alimentação, vai voltar ao corpo super rápido. Só é preciso ficar atenta na ingestão de carboidratos, que não pode ser alta para as que querem voltar ao corpo de antes.

EXERCÍCIOS:

– O principal erro está nos exercícios. A mulher, quando engravida, normalmente abandona a rotina de atividades. Isso não é indicado. Ela pode, sim, com cuidado, manter os exercícios até o sétimo ou oitavo mês de gestação, sempre com acompanhamento médico. Mães que se exercitam durante a gravidez  tem o metabolismo mais acelerado e mantém memória muscular para recuperar o corpo de antes com mais rapidez.

– É indicado que nos três primeiros meses após o nascimento  a mãe volte a fazer exercício aeróbico e que, só depois desse período, retome a musculação. Durante a gravidez, é comum que as pacientes percam massa muscular justamente por falta de exercícios de fortalecimento.

– Natação, yoga e pilates são as atividades mais recomendadas após a gestação. Para as pacientes que são adeptas da musculação, é importante que elas não exagerem na carga.

CUIDADOS COM A PELE:

– Durante a gravidez, as estrias podem aparecer pelo esticamento da pele devido ao crescimento do útero. Para que isso não aconteça, é importante cuidar da derme aplicando cremes específicos para gestantes, várias vezes ao dia. Eles podem ser intercalados com óleos de massagem.

– A linha nigra aparece na maioria das gestantes. Para evitar que elas continuem na barriga após a gestação, além de hidratar, é importante usar filtro solar na região. Ele deve ser aplicado, ao menos, três vezes ao dia, mesmo em períodos de chuva. Também é importante não expor a barriga ao sol sem o bloqueador.

– Após o parto, é importante manter a hidratação da barriga porque é nesse período  que as fibras estão em regeneração e precisam de hidratação profunda.

– Para as mães que querem apostar em tratamentos estéticos, vale investir na drenagem linfática. É aconselhável que o procedimento seja feito 60 dias após o parto, duas ou três vezes na semana.

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Veja os últimos posts

Amor incondicional

Amor incondicional. Que cada um de nós possa cada vez mais encontrar sentido em sua existência, principalmente através do reconhecimento de todos aqueles que conosco

Continuar Lendo »