Brasileiro gasta até R$ 1.300 por mês com passeadores de cachorro

dog-690176_960_720

De acordo com levantamento do aplicativo DogHero, a média de gastos mensal somente com o serviço é de R$ 245

O brasileiro tem dedicado cada vez mais tempo e dinheiro nos cuidados aos seus filhotes de quatro patas. Um levantamento feito pela DogHero, aplicativo que conecta quem tem cachorro a uma rede de passeadores e anfitriões que hospedam em casa, aponta que os pais e mães de cães chegam a gastar até R$ 1.300 por mês com passeadores que mantêm a rotina de passeios dos seus animais.

A média de gastos mensal é de R$ 245 nos planos de passeios. A pesquisa tomou como base o banco de dados do aplicativo, composto por mais 18 mil anfitriões e passeadores e 850 mil cachorros cadastrados. Lançado em 2018, o serviço de passeios da DogHero está presente em 10 cidades brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Campinas, Osasco, Santo André, São Caetano do Sul e São Bernardo do Campo.

Cuidados para cachorro, um mercado em expansão

O Brasil possui a segunda maior população de cachorros do mundo (logo após Estados Unidos), somando mais de 52 milhões de filhotes peludos. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), em 2017 o mercado valia mais de R$ 20 bilhões. Desse total, cerca de 23% referem-se a gastos com petcare e outros serviços para cachorro.

Analisando este cenário, a DogHero percebeu que além do serviço de hospedagem, existia demanda para o serviço de passeios no Brasil. Apesar de alguns donos saberem da importância do passeio para felicidade e saúde dos seus cães, a vida corrida e o excesso de compromissos eram apontados como obstáculos que desafiavam a priorização do passeio do cachorro. “Entendemos que com o nosso conhecimento e a praticidade de nosso aplicativo poderíamos ser uma alternativa segura e confiável para ajudar os pais quando não pudessem realizar o passeio, ou, quisessem complementar a rotina atual de passeios do cachorro”, explica Eduardo Baer, cofundador e CEO da DogHero.

De acordo com Fernando Gadotti, cofundador da DogHero, além da facilidade, da rapidez em encontrar um passeador confiável e da segurança de todo o processo, os clientes escolhem o serviço oferecido pelo app por entenderem que vão encontrar passeadores que realmente gostam de cachorros, sabem sobre comportamento canino, respeitam o cãozinho e dão atenção exclusiva. “Sabemos que cada cachorro é um cachorro e que não há um padrão para as necessidades: há desde aquele cãozinho que gosta de dar uma voltinha na rua para farejar novos ares e fazer xixi e cocô, até os que amam corridas para gastar energia. A DogHero é a única que oferece uma solução de passeio personalizado de acordo com a necessidade do cliente e do seu cachorro. E isso é, sem dúvida, um dos aspectos que eles mais gostam”, pontua.

Como usar o serviço de passeios DogHero 

Pedir um passeio pelo app da DogHero é bastante simples. Basta baixar o aplicativo, disponível para Android e IOS, colocar o endereço e informações sobre o cachorro (como porte, raça e idade), explicar como é o comportamento dele e selecionar uma das modalidades disponíveis: passeios recorrentes, avulsos e agora (o passeador chega em até 1 hora na casa do cliente). A partir disso, a DogHero indica o passeador com o perfil mais adequado para atender aquela família.

Os passeios têm duração de 30 minutos ou 1 hora e o pagamento é feito pelo aplicativo por cartão de crédito. O cliente é avisado pelo app quando o passeio começa e pode acompanhar o trajeto em tempo real pelo celular. Ao final do percurso, ele recebe um relatório preenchido pelo passeador sobre como foi o passeio. Além disso, a atenção é exclusiva — o passeador caminha com um cachorro por vez (ou com dois, se forem da mesma família). Caso o cachorro tenha algum mal-estar durante a atividade, a empresa reembolsa eventuais gastos com veterinário, exames e medicamentos em até R$ 5 mil.

*Por DogHero

Receba nossas novidades, assine nossa newsletter!

Especial Mulher

Slider