Brasileiros buscam menos por redes sociais

office-620822_1920

Estudo realizado pela SEMrush faz comparativo entre as redes sociais mais populares; Facebook, Youtube e Whatsapp caíram no número de pesquisas

Os brasileiros estão buscando cada vez menos as redes sociais na internet. É o que aponta um levantamento realizado pela SEMrush, líder global de marketing digital. Com base nas análises de pesquisas em mecanismos de busca, como Google e Bing, a plataforma realizou um estudo que concluiu que, dentre as cinco redes sociais mais procuradas na internet, três delas apuraram menos buscas entre 2016 e 2019.

Atualmente, o Facebook se consagra como o grande campeão de buscas na web: a média em 2019 é de 92 milhões de pesquisas mensais por seu nome. Entretanto, em 2016 a média foi de 302 milhões. Essa diferença representa uma queda de 69,5% no número de buscas feitas pelos brasileiros.

Youtube está em segundo lugar, neste ano, a média de buscas pela rede social é de 68 milhões. Enquanto em 2016, a média foi de 99,5 milhões. Apesar de muito popular, as buscas pela plataforma caíram 31%.

Enquanto isso, entre 2016 e 2019, o índice de buscas do Instagram cresceu em 103%. De 9,1 milhões a média subiu para 18,5 milhões de pesquisas na web. Em quarto lugar, o Whatsapp também sofreu uma queda considerável de pesquisas (67%). Em 2016 a média foi de 23,6 milhões e a média deste ano é 7,6 milhões.

Em quinto lugar no ranking está o Twitter, que em 2019 cresceu 25,9% no número de buscas mensais. Em 2016 eram 5,4 milhões de buscas, em 2018, a média subiu para 6,8 milhões de pesquisas na web.

*Por SEMrush

Receba nossas novidades, assine nossa newsletter!

Especial Mulher

Slider