Como manter o equilíbrio financeiro em família

dinheiroemfamilai

Conseguir manter o equilíbrio financeiro é um desafio para muitos brasileiros, tanto o orçamento pessoal quanto para quem possui um negócio. Entretanto aprender a como cuidar do nosso dinheiro é essencial para que consiga manter o seu negócio num bom caminho.

Segundo Luciano Larrossa, diretor da Escola Freelancer, saber gerir a sua atividade neste ramo é fundamental, pois quem não o souber fazer a nível pessoal, muito dificilmente isso acontecerá a nível profissional. Não apenas em conseguir manter o seu equilíbrio financeiro, mas também como geri-lo, identificar os seus problemas ou mesmo resolvê-los.

O especialista listou algumas dicas que podem ajudar neste processo:

• Não faça compras no supermercado com fome, a propensão é comprar mais do que precise.

• Leve sempre uma lista de compras e se pergunte duas vezes se precisa comprar o produto que não está listado.

• Evite levar crianças para compras em supermercados, há uma série de armadilhas para cativar o consumo dos seus filhos. Por exemplo, gôndolas com guloseimas ao alcance dos meninos ou uma série de produtos supérfluos perto dos caixas.

• Faça uma lista de remédios que você tenha em casa. Anote a data de validade dos mesmos. Muitas vezes acostumamos repetir as compras de remédios por não ter ordem nesses itens. Os remédios consomem uma grande parte do orçamento familiar.

• Faça o mesmo para materiais de instalação elétrica, construção e pintura da casa.

• Nas compras com material escolar, evite as marcas famosas ou de personagens conhecidos. Não esqueçam que o valor da marca é elevado num mercado onde não há muita diferença de qualidade de produtos.

• Se pensar em comprar um automóvel financiado, pense se não valeria a pena, primeiro fazer uma poupança para dar uma boa entrada.

• Não se deixe cativar pelas promoções. Pergunte-se 3 vezes se realmente precisa do produto a ser comprado e também se tem espaço na sua casa para guardá-lo. Muitas vezes compramos por impulso primeiro e depois por consciência de consumo.

• Compartilhe com a sua família dos conselhos de finanças pessoais. O esforço tem que ser conjunto.

De acordo com o diretor, de nada adianta somente uma pessoa estar consciente sobre responsabilidade financeira se os outros membros do lar, que também são consumidores, não compartilham ou desconhecem sobre o valor das coisas. Como tudo na vida, o equilíbrio é fundamental para ser bem sucedido.

Comentários