Como manter suas resoluções de ano novo

O ano novo já se iniciou, 2018 já está aí e agora chegou a hora de partir para a ação e colocar em prática todas as resoluções com as quais você se comprometeu. Como todo mundo sabe o quão difícil realmente é cumprir estas promessas e que a grande maioria das pessoas as abandonarão mesmo de terminar o carnaval, aqui estão algumas dicas para  estar na seleta lista dos que são bem-sucedidos!

Hoje em dia, os principais estudiosos do assunto já comprovaram que a força de vontade é um recurso finito e escasso. Apesar de ser possível aumentar a quantidade disponível, a melhor maneira de garantir que você terá acesso a ela quando precisar é conservar suas reservas para o que realmente importa.

Então a primeira dica é eliminar todas as suas resoluções secundárias de ano novo e focar apenas em um ou dois objetivos principais que você mais quer atingir. Não tenha medo de cortar aquilo que não é essencial, pois apenas assim é possível ter tempo, energia e disposição para alcançar o sucesso.

Em seguida, deixe o seu objetivo o mais específico possível e fuja de definições vagas ou abertas demais. Por exemplo, caso você queira ficar mais fitness, coloque “Perder 10 kg até maio” ou “Correr 5 km até junho” e não “Ficar mais fitness“. Tudo o que pode ser medido pode ser melhorado. Se a medição não for precisa, a melhora tampouco será.

Se você tiver um pouco de dificuldade de tempo para marcar seus treinos, pegue algumas dicas de Jef Gross, um famoso competidor de poker e também entusiasta de exercícios cardiovasculares. Dono de um físico invejável, Gross contou que mantêm sua forma durante o ano inteiro fazendo de 30 a 40 minutos de cardio diariamente.

Se isto parecer muito desafiador no começo, experimente começar com 10 ou 15 minutos de caminhada e em seguida vá aumentando a quantidade de tempo de pouco em pouco até chegar na duração final.

Esta ideia de melhorar pouco, mas, continuamente, é a próxima dica – e ela provavelmente é a mais importante de todas. Para qualquer objetivo a longo prazo que você tente alcançar, a consistência é mais importante que eventuais disparadas.

Pense na fábula do coelho e da lebre e em como é mais importante manter o passo firme até chegar no destino do que dar tiros de corrida e depois ficar com preguiça de ultrapassar a reta de chegada.

Para manter o esforço constante, existe uma série de atitudes que você pode tomar. Uma delas é atrelar o que você quer fazer a um hábito diário que você já tenha. Supondo que você queira aprender ou melhorar o inglês ou ler mais.

Toda noite, logo após escovar os dentes antes de ir para a cama, estude um pouco de inglês do jeito que você preferir ou leia pelo menos 10 páginas do livro que escolher. Desta maneira, escovar os dentes vai criar um gatilho mental que te lembrará do que você precisa fazer e será mais fácil continuar com o novo hábito.

Agora que você já tem as ferramentas necessárias para prosseguir com a sua resolução continuamente sem muito esforço mental para iniciar a atividade, é hora de pensar em gatilhos mentais para impedir o contrário, ou seja, que você desista.

Economistas comportamentais e cientistas identificaram há muito tempo que um dos maiores vieses dos seres humanos é a aversão a perda, o medo de perder alguma coisa, mesmo que ela já esteja sendo mais prejudicial do que benéfica para você. Essa é a razão que faz as pessoas insistirem em relacionamentos que já deveriam ter terminado ou investir em negócios que não tem chance de dar certo, na expectativa de recuperar o valor que perderam.

Apesar de normalmente ser uma coisa ruim, é possível utilizar este gatilho mental a seu favor. O grande método para isto é conhecido como “não quebre a corrente” e foi desenvolvido pelo Jerry Seinfeld, um dos maiores comediantes dos EUA.

Para segui-lo de maneira eficaz basta marcar o calendário com um grande X vermelho todos os dias que você realizar a atividade que te leva mais próximo do seu objetivo. A medida que os dias e eventualmente semanas e meses passarem, você terá construído uma corrente enorme e não vai querer quebrá-la de jeito nenhum.

Escolhendo um ou dois objetivos simples e bem definidos, praticando diariamente e colocando algo que te ajude a não desistir facilmente é praticamente impossível não conseguir manter as resoluções de ano novo. Só é preciso dar o primeiro passo e começar.