Dia do Meio Ambiente: 5 iniciativas que impactam positivamente na beleza sustentável no Brasil

Dia do Meio Ambiente: 5 iniciativas que impactam positivamente na beleza sustentável no Brasil

Pioneira na não utilização de caixas, marca brasileira utiliza somente ingredientes orgânicos certificados e investe constantemente em ações em prol da causa ambiental

Muito além dos rótulos, há empresas e marcas verdadeiramente engajadas na causa ambiental. É o caso da Simple Organic, marca brasileira ativista de cosméticos certificados por organismos internacionais, que tem em seu manifesto ações e projetos de sustentabilidade e de impacto positivo. Formulada com ingredientes orgânicos, veganos e naturais, toda a cadeia produtiva da marca está atenta aos princípios éticos, como bem-estar animal, respeito ao período de plantio, ou seja, seguindo práticas agroecológicas de cultivo. “A produção de cosméticos orgânicos e veganos exige muito mais que a eliminação de agrotóxicos. Nossas fórmulas são livres de óleo mineral, silicones, corantes artificiais, conservantes e fragrâncias sintéticas, além de demais substâncias que podem prejudicar a saúde e a natureza, e muito menos são testadas em animais. Ser orgânico e vegano está diretamente ligado à preservação do meio ambiente”, destaca Patricia Lima, fundadora da marca.

Na semana em comemoração ao Meio Ambiente, seja na escolha pela não adoção de caixas para abrigar seus produtos até o recolhimento de embalagens para destinação correta do lixo, há uma série de iniciativas desenvolvidas pela marca a fim de contribuir com a preservação da natureza e a conscientização sobre pequenas escolhas do dia a dia.

Conheça as principais delas:

1. Não a caixas e embalagens secundárias como as previstas pela Anvisa l Pioneira na não utilização de caixas e embalagens como alternativa para diminuir a geração de lixo. A alternativa adotada pela Simple Organic foi a criação de saquinhos ecológicos para serem ressignificados da maneira que desejar.

2. Menos plástico l Grande parte do portfólio da marca utiliza vidro e papelão reciclado para abrigar os produtos. As poucas embalagens feitas com plástico são PET, que apresentam um valor comercial muito maior se comparado ao comum para as cooperativas de reciclagem.

3. Logística reversa: “Eu Reciclo” l Engajada na luta pela minimização da produção de lixo, a Simple Organic investe na logística reversa em um processo semelhante à compensação de carbono. Na prática funciona da seguinte forma: os clientes vão até as lojas da Simple Organic para realizar o descarte correto das embalagens, ganham um voucher de desconto e a marca se encarrega de destinar corretamente os itens para as cooperativas de reciclagem de cada cidade.

4. Construção com baixo impacto l As lojas da Simple Organic pelo país contam com personalidade e identidade próprias, mas sempre levando o conceito da marca. Entre os destaques do projeto está a sustentabilidade, que pode ser vista em diversos aspectos: da iluminação aos materiais utilizados nela, com destaque para iluminação LED, revestimentos de piso e parede reciclados, reutilizados ou de baixo impacto para produção, tintas à base de água, lonas de back light com produto PET, torneiras com economizadores de água, espelhos especiais com baixo teor de material poluente.

5. Ação social: Projeto Anajás l A comunidade Anajás, localizada na Ilha de Marajó, no Pará, é amparada por uma parceria firmada entre Simple Organic e Instituto Beraca em prol de comunidades vulneráveis. É lá onde é extraída parte do óleo de Pracaxi, matéria-prima utilizada na fabricação do BBA e do BBCream. Desde novembro de 2018, $1,00 de cada um dos produtos que utilizam o ingrediente em sua composição vendido em lojas físicas e online da marca é destinado para a comunidade.

*Por Simple Organic

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Veja os últimos posts