Eletrônicos roubados durante viagem ao exterior? Saiba como se proteger e ser reembolsado

eletronicos-roubados-durante-viagem-ao-exterior-saiba-como-se-proteger-e-ser-reembolsado

ComparaOnline traz informações para quem vai viajar e quer se proteger de roubos e furtos de eletrônicos no exterior, com seguros que reembolsam os turistas nestes casos

São Paulo, julho de 2018 – Já pensou estar viajando e ter o celular ou a câmera fotográfica roubada? Atualmente, essa situação não é muito incomum, mesmo em países de primeiro mundo. Um exemplo é a Inglaterra que, segundo uma estimativa do governo britânico, tem mais de 400 mil telefones celulares roubados por ano, uma média de mais de mil roubos por dia. Uma das alternativas para os turistas, diante destes incidentes, é a contratação de seguros específicos para equipamentos.

De acordo com a ComparaOnline, marketplace de comparação de seguros e créditos, é possível ter a proteção adequada às necessidades. Seja a trabalho ou passeio, a verdade é que muitos turistas levam pelo menos câmeras fotográficas e celulares para viagens ao exterior e não se preocupam com a possibilidade de eventuais roubos. “No Brasil, é comum que as pessoas contratem proteções para seus equipamentos por conta dos altos índices de criminalidade do país, e quando vão viajar para países com baixas taxas de criminalidade acham que estão imunes a essas situações. Porém, isso é muito comum de acontecer no exterior e os brasileiros precisam se atentar”, explica Paulo Marchetti, CEO da ComparaOnline no Brasil.

Para ter as proteções, é preciso contratar um seguro viagem comum e, por meio dele, adquirir um upgrade de proteção para roubos e furtos de eletrônicos. Confira algumas informações necessárias para a contratação do upgrade de seguro viagem em equipamentos eletroeletrônicos:

1- Contrate a proteção juntamente com o seguro viagem

O upgrade deve ser adquirido no momento da contratação do seguro viagem. Encontre as empresas que tenham essa opção e, antes de concluir a compra, o usuário poderá encontrar as opções de upgrade.

2- Verifique as regras de cada seguradora

Os seguros não seguem as mesmas regras para este tipo de proteção. Para incidentes de roubo e furto com aparelhos eletrônicos. Na ComparaOnline, duas seguradoras oferecem essa cobertura:

Intermac: Seguro cobre apenas equipamentos eletrônicos comprados durante a viagem. Ex.: notebook, tablet, agenda eletrônica, reprodutor de música, smartphones, câmera fotográfica, gps e filmadora. Os upgrades estão disponíveis para coberturas de $1000 até $5000 dólares. O reembolso é do valor total do produto na Nota Fiscal, sem ultrapassar o valor total da cobertura adicional contratada.

April: Seguro cobre apenas notebooks e smartphones com até 1 ano e 6 meses de uso. Os upgrades estão disponíveis para coberturas de $1000 até $5000 dólares. O reembolso é de 60% do valor do produto na Nota Fiscal, sem ultrapassar o valor total da cobertura adicional contratada.

3- Documentos necessários para reembolso

Para acionar o seguro é necessário fazer um boletim ocorrência no próprio local do incidente e apresentá-lo junto à nota fiscal do produto na hora de solicitar o reembolso.

Além dos danos materiais, vale também ter atenção com os arquivos que ficam armazenados nos aparelhos. Não existe seguro que pague as fotos incríveis daquela viagem de férias ou os arquivos importantes de negócios que acabam se perdendo junto com os equipamentos roubados ou furtados. Dessa forma, é aconselhável sempre ter um backup em serviços de armazenamento de dados em nuvem, que permitam recuperar e acessar conteúdos, mesmo que seja feito em outros aparelhos eletrônicos.

Sobre a ComparaOnline

A ComparaOnline é um marketplace de comparação de seguros e produtos financeiros. Fundada em 2009 no Chile, a empresa também está presente no Brasil e Colômbia. Por meio do site é possível comparar seguros de automóveis e de viagens. Além disso, a ComparaOnline também oferece a possibilidade do consumidor encontrar comparação de cartões de crédito, seguro de vida, consórcio de carro, moto e imóveis.

Comentários