Energia Solar no Brasil Ultrapassa Marca de 1 Gigawatt Em Geração Distribuída

photovoltaic-2814504_960_720

Segundo os dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), que controla o número de conexões no país, a marca foi atingida na tarde da última sexta-feira, dia 02 de agosto.

Sete anos após a regulamentação da geração distribuída no Brasil, a energia gerada por placas solares em casas, empresas e demais estabelecimentos do país ultrapassou a marca histórica de 1 Gigawatt (GW).

Com esse novo recorde, a tecnologia dos sistemas fotovoltaicos, que converte a luz do sol diretamente em energia elétrica, se consolida definitivamente como a escolha dos brasileiros para gerar a própria energia, sendo mais de 99% de todos os geradores instalados no país.

Entre as razões para essa liderança estão as inúmeras vantagens da solar fotovoltaica em relação as demais tecnologias, como a sua longa vida útil de mais de 25 anos, geração totalmente silenciosa e rápido retorno sobre o seu investimento (payback).

Com a crescente popularização dos sistemas, ainda, o preço da energia solar registrou consecutivas quedas nos últimos anos no Brasil, e também no mundo, tanto em seus equipamentos como na mão de obra das empresas integradoras.

A nova marca alcançada pela energia solar no Brasil foi muito comemorada por entidades que fomentam a tecnologia no país, como a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica). Segundo seus dados, hoje existem 93.597 sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede no Brasil, resultado de mais de R$ 5,6 bilhões em investimentos acumulados no país desde 2012, ano em que a geração distribuída foi regulamentada pela ANEEL.

Consumidores residenciais encabeçam o ranking de sistemas, com mais de 73% de todas as instalações, seguidos pelos comerciais de pequeno porte, com 17,3%, consumidores rurais (5,5%), indústrias (2,8%) e demais estabelecimentos fechando o restante.

Ao que tudo indica, 2019 ainda deve registrar novos recordes para a energia solar. Somente no primeiro semestre foram registradas mais conexões do que todo o ano passado. Já para 2024, a ANEEL estima mais de 886 mil conexões em todo o país.

Por Ruy Fontes

Receba nossas novidades, assine nossa newsletter!

Especial Mulher

Slider