Energia Solar no Brasil Ultrapassa Marca de 1 Gigawatt Em Geração Distribuída

Energia Solar no Brasil Ultrapassa Marca de 1 Gigawatt Em Geração Distribuída

Segundo os dados da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), que controla o número de conexões no país, a marca foi atingida na tarde da última sexta-feira, dia 02 de agosto.

Sete anos após a regulamentação da geração distribuída no Brasil, a energia gerada por placas solares em casas, empresas e demais estabelecimentos do país ultrapassou a marca histórica de 1 Gigawatt (GW).

Com esse novo recorde, a tecnologia dos sistemas fotovoltaicos, que converte a luz do sol diretamente em energia elétrica, se consolida definitivamente como a escolha dos brasileiros para gerar a própria energia, sendo mais de 99% de todos os geradores instalados no país.

Entre as razões para essa liderança estão as inúmeras vantagens da solar fotovoltaica em relação as demais tecnologias, como a sua longa vida útil de mais de 25 anos, geração totalmente silenciosa e rápido retorno sobre o seu investimento (payback).

Com a crescente popularização dos sistemas, ainda, o preço da energia solar registrou consecutivas quedas nos últimos anos no Brasil, e também no mundo, tanto em seus equipamentos como na mão de obra das empresas integradoras.

A nova marca alcançada pela energia solar no Brasil foi muito comemorada por entidades que fomentam a tecnologia no país, como a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica). Segundo seus dados, hoje existem 93.597 sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede no Brasil, resultado de mais de R$ 5,6 bilhões em investimentos acumulados no país desde 2012, ano em que a geração distribuída foi regulamentada pela ANEEL.

Consumidores residenciais encabeçam o ranking de sistemas, com mais de 73% de todas as instalações, seguidos pelos comerciais de pequeno porte, com 17,3%, consumidores rurais (5,5%), indústrias (2,8%) e demais estabelecimentos fechando o restante.

Ao que tudo indica, 2019 ainda deve registrar novos recordes para a energia solar. Somente no primeiro semestre foram registradas mais conexões do que todo o ano passado. Já para 2024, a ANEEL estima mais de 886 mil conexões em todo o país.

Por Ruy Fontes

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Veja os últimos posts