Ouvir Pausar

FINANÇAS PESSOAIS: Como se preparar para morar sozinho?

No Brasil, segundo dados oficiais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 10,4 milhões de pessoas adotaram esse estilo de vida, o que dá quase 15

FINANÇAS PESSOAIS: Como se preparar para morar sozinho?
Como se preparar para morar sozinho? - Reprodução

Na opinião da educadora em finanças pessoais, Carol Stange, o primeiro passo é ter uma visão geral da sua renda liquida, gastos em vigor e quais serão os custos reais que você terá com o novo lar. “ Estar financeiramente preparado para viver por conta própria pode parecer um processo um tanto caro, mas todos os passos importantes da nossa vida demandam planejamento financeiro e análise”. Diante disso, veja algumas dicas da especialista para ajudar na realização desse desejo.  

 

 

1. Defina um orçamento

É preciso conhecer sua remuneração líquida. Em muitos casos, temos como base nossa renda bruta e esquecemos que, na verdade, não entra tanto dinheiro assim no nosso bolso ao final do mês. Talvez você fique surpreso agora, mas em geral, de 20% a 30% da sua renda acaba sendo destinada ao pagamento do aluguel e 20% em outros serviços, como energia elétrica, gás e água. Essas duas despesas podem consumir quase metade da sua receita líquida. Você vai precisar calcular também outras despesas mensais, como supermercado, refeições fora de casa, contas de telefone celular e sinal de internet. Tente separar cerca de 30% do seu orçamento para elas.

 

E para a sua Reserva Financeira, pelo menos 10% de sua receita deveria ter essa finalidade. Essa reserva financeira (também chamada de Reserva de Emergência) será extremamente útil, pois é ela que não permite que você se endivide por imprevistos relacionados à moradia, problemas de saúde ou demissões inesperadas.

 

2. Escolha uma ferramenta para organizar seus gastos

Você pode utilizar um caderno,  planilha de gastos ou um aplicativo. O mais importante é ter um panorama das suas despesas mensais. Definitivamente não tem certo ou errado e sim o modelo que mais se adapta à vida de cada um de nós. Não relute em anotar seus números - não há organização financeira que sobreviva sem um controle financeiro.

 

3. Quite dívidas antes desse passo importante

Começar a morar sozinho acumulando dívidas não costuma ser uma boa ideia, já que elas impactam no seu Score de Crédito e podem atrapalhar o fechamento de contratos, invalidando-os ou aumentando os custos. Se possível, quite ou negocie as dívidas antes entrando em contato com as instituições ou pesquisando pelos feirões de quitação. Saiba mais sobre Negociação de Dívidas clicando aqui.

 

4. Algumas verdades que você precisa saber antes de morar sozinho

 

- Morar sozinho é caro. Você será o único responsável pelo pagamento integral do aluguel e de todas as despesas relacionadas ao dia a dia.

 

- Você precisará comprar seus próprios móveis. Geralmente é mais caro alugar uma casa mobiliada. Se não for o seu caso, prepare-se para comprar cama, mesa de jantar, sofá, armários. E não há como fugir. Tudo isso terá de ser comprado uma hora ou outra.

 

- Guarde dinheiro para o adiantamento de aluguel e para a mudança. O processo para morar sozinho pode começar anos antes da mudança e o ideal é você ter dinheiro guardado para não ser obrigado a recorrer a empréstimos bancários para arcar com o adiantamento de aluguel, que os locadores geralmente pedem, e para contratar empresas para realizar a mudança.

 

- Você decide sobre tudo. Este é um dos benefícios financeiros de morar sozinho. Você não precisa discutir com ninguém sobre suas decisões dentro de casa. O que vale aqui é o seu orçamento e sua preferência pessoal.

    Carol Stange -  Educadora Financeira 

SOBRE CAROL STANGE (https://carolstange.com.br) – Ao longo dos seus 15 anos de experiência na orientação de amigos e clientes sobre finanças pessoais. Carol Stange já prestou auxílio, consultoria e cursos (presencial e online) para em torno de 1,5 mil pessoas, inclusive ministrando cursos para a formação de outros Educadores Financeiros. É colunista sobre finanças pessoais dos veículos Guia BolsoCobizz, Revista Em Condomínios (maior mídia regional do país) e do blog empresarial Paketá Crédito. É também multiplicadora do programa de educação financeira "Eu e meu dinheiro" do Banco Central.  Atua como consultora de economia doméstica no programa Mulheres da TV Gazeta.   

É criadora da marca “Como enriquecer seu Filho”, com a produção de conteúdo voltado para pais que desejam educar seus filhos através de conceitos práticos de educação financeira, e de conteúdos para jovens e crianças, que podem ser utilizados nas escolas. É certificada internacionalmente pelo ICF (Instituto Coach Financeiro) com Especialização em Planejamento Financeiro Pessoal pela GFAI (Academia de Planejamentos Financeiros). É formada em administração de empresas pela PUC – PR, cursou MBA em Gestão Empresarial pela UEL/MEB e MBA em marketing pela PUC -SP.  

 

 

Acompanhe-nos no Instagram:

https://www.instagram.com/revistanovafamilia