Grupo Bitcoin Banco inaugura agência física em São Paulo

603

O Grupo Bitcoin Banco inaugurou oficialmente a primeira agência física para atendimento ao público na cidade de São Paulo. A loja está localizada na Rua Joaquim Floriano, 960, 2º andar, no bairro Itaim Bibi e formatada para receber um público que deseja receber atendimento personalizado e presencial.

A experiência da primeira agência física, aberta em Curitiba há cinco meses, mostra que o contato pessoal aumenta a confiança do investidor em operações com criptoativos. “A experiência do olho no olho tem atraído um novo perfil de cliente. Cerca de 20% de nossos investidores são mulheres e 11% têm mais de 60 anos. Nosso primeiro cliente em São Paulo tem 67 anos. Já nas exchanges, 90% dos clientes têm até 35 anos e apenas 8% são mulheres”, destacou a vice-presidente do grupo, Heloísa Ceni.

No Bitcoin Banco, os consultores oferecem orientação sobre o produto mais adequado às necessidades e perfil de cada cliente. A primeira loja física do grupo foi aberta em Curitiba no final do ano passado. Ampliada recentemente, mantém nove consultores especializados.

Segundo o diretor comercial do Grupo Bitcoin Banco, Jaime Schier, o lançamento de uma sede física em São Paulo é estratégico para a empresa. “Não podemos pensar em expansão sem estar na maior cidade e centro financeiro do país. Há inúmeras possibilidades de negócios com criptomoedas e um público potencial para esse tipo de investimento”, explica ele, acenando com a abertura de uma rede de agências em várias cidades no futuro.

De acordo com Schier, a loja física “alia a modernidade do mercado das criptomoedas à confiança de uma equipe de consultores experientes, em um ambiente estruturado e construído para receber bem nosso cliente”. O espaço possui 200m² e foi projetado com design moderno contendo ambientes de open space e área de convívio com jardins, além de ser pet friendly.

O Bitcoin Banco oferece quatro tipos de negócios: empréstimo por 90 ou 180 dias, com ou sem possibilidade de trade. Em todos eles o cliente “empresta” seus bitcoins para a empresa, que oferece uma compensação de 1% ao mês com base no valor investido.

Um novo produto está sendo lançado, por meio da plataforma Le Rêve (o sonho, em francês), desenvolvida pelo grupo. O investidor escolhe um objeto de seu desejo e deposita o valor necessário em bitcoins por 12 meses. Ao fim desse período, ele recupera suas criptomoedas com a cotação atualizada, caso ela tenha se valorizado. O valor não sofrerá qualquer desconto, nem de eventual variação negativa da criptomoeda, nem do objeto recebido como forma de antecipação da compensação.