Instituto Votorantim investe em fábrica de vacinas contra Covid-19

Instituto Votorantim investe em fábrica de vacinas contra Covid-19

Instituto Votorantim investe em fábrica de vacinas contra Covid-19

Com recursos da Votorantim e do Banco BV, o Instituto participa de grupo que se uniu à Fiocruz para criar infraestrutura para produção de vacinas contra o novo coronavírus. Participação faz parte do conjunto de medidas que somam R$ 150 milhões, implementadas pela Votorantim e empresas investidas no combate à doença

O Instituto Votorantim, com recursos da Votorantim e do banco BV, integra um grupo de empresas e fundações que se uniu à Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) para equipar e financiar a infraestrutura necessária à produção da vacina contra a Covid-19 , que depois será doada à Fiocruz.

Essa iniciativa é fundamental no esforço do Brasil em ser autossuficiente para o abastecimento de vacinas contra o novo coronavírus. Também fazem parte do grupo Ambev, Americanas, Itaú Unibanco (Todos pela Saúde), Stone, Fundação Brava, Fundação Lemann e Behring Family Foundation.

A fábrica ficará no Rio de Janeiro, na unidade de Bio-Manguinhos (instituto da Fiocruz produtor de vacina), e a previsão é que esteja pronta até o começo de 2021. Após a conclusão das obras, que também envolvem equipamentos de produção e laboratório de controle de qualidade, a fábrica será doada à Fiocruz, que conduzirá os testes necessários de certificação.

Com investimento de cerca de R$ 100 milhões, será viabilizada pelo conjunto de instituições, que arcará com 100% dos custos, incluindo todos os equipamentos laboratoriais e industriais de ponta necessários à sua operação.

“A produção de vacinas é um passo fundamental no enfrentamento da pandemia, e participar dessa iniciativa faz parte do papel da Votorantim como empresa cidadã, comprometida com o país. Essa ação em especial integra um conjunto de medidas que desenvolvemos, começando por soluções emergenciais de assistência social e de saúde e passando por soluções estruturantes de saúde nas diferentes regiões do País, principalmente no interior, que foi amplamente afetado, e agora com uma solução definitiva ao problema”, afirma Ricardo Carvalho, presidente do Conselho de Administração do Instituto Votorantim.

O conjunto de medidas adotadas pela Votorantim e suas empresas investidas, por meio do Instituto Votorantim, é voltado especialmente para o interior dos estados e soma R$ 150 milhões. As iniciativas contam com apoio técnico e médico da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, organização de referência médica e apoiada historicamente pela Votorantim.

São mais de 300 ações, em todas as regiões do Brasil, para o combate à pandemia. Entre elas está a doação para municípios, entidades e organizações de saúde de um total, até o momento, de R$ 18 milhões em Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como máscaras, aventais e luvas, mais de R$ 8 milhões em equipamentos hospitalares, como ventiladores, respiradores, Raio-x, entre outros, além de uma parceria com o Senai/SP que já viabilizou a manutenção de cerca de 200 ventiladores e dos investimentos em inovação, com projetos de desenvolvimento de telemedicina para municípios.

Para definir as prioridades de apoio, o Instituto lançou um índice que classifica todos os municípios brasileiros em relação ao seu grau de vulnerabilidade à pandemia. O Índice de Vulnerabilidade dos Municípios (IVM) está aberto para ser utilizado por toda a sociedade e está entre as grandes referências para ações do poder público, de estudiosos e especialistas no combate ao novo coronavírus.

Como forma de transparência, o conjunto de iniciativas pode ser acompanhado pelo site: http://www.votorantim.com.br/todoscontraocoronavirus

“Desde o início da pandemia, o banco BV vem tomando medidas sociais emergenciais no combate à Covid-19. Com a doação de R$ 30 milhões que foi prioritariamente destinada para a compra de itens hospitalares essenciais e para distribuição de itens de primeira necessidade para famílias vulneráveis, o BV já impactou positivamente mais de 500 mil pessoas em todo o país. A participação do BV no projeto de desenvolvimento de vacinas reforça nossa responsabilidade social e nosso compromisso com o Brasil”, diz Gabriel Ferreira, CEO do banco BV.

A vacina que será produzida na fábrica é a que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford, junto ao laboratório farmacêutico britânico AstraZeneca, e que está na fase III de testes no Brasil e em outros países, como África do Sul, UK e EUA. A expectativa é de que esta vacina tenha a submissão do seu dossiê de registro à agência regulatória nacional ainda neste ano. A partir desse deferimento, as doses produzidas serão disponibilizadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI)/ Ministério da Saúde, para imunização da população de acordo com a sua estratégia.

Inicialmente será construído um laboratório de controle de qualidade, para a realização dos testes desde a primeira fase de incorporação do imunizante pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos /Fiocruz), que consiste no recebimento de 100 milhões de doses do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) para processamento final (formulação, envase, rotulagem e embalagem), dentro de um acordo de encomenda tecnológica respaldado pelo governo.

Além disso, o grupo investirá em adequações do parque fabril de Bio-Manguinhos/Fiocruz, assim como na aquisição dos equipamentos necessários à absorção total da tecnologia para produção do IFA. A previsão é que a infraestrutura esteja pronta até o começo de 2021. Quando concluídos todos os investimentos, Bio-Manguinhos/Fiocruz terá também capacidade para produzir outras vacinas no futuro, incluindo outros tipos contra a Covid-19 que sejam aprovados.

A fábrica será um legado do grupo de empresas e fundações para a sociedade civil e as comunidades científica e médica, que terão acesso a uma infraestrutura que pode acelerar a solução para outras doenças futuras.

*Fonte: Instituto Votorantim – FleishmanHillard Brasil

https://m.polishop.vc/novafamilia/

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Veja os últimos posts

Antifrágil

Antifrágil. Vivemos no mundo VUCA com quatro características: volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade. Você já deve ter observado que tudo mudou e a essa altura

Continuar Lendo »