Messi vive dilema na seleção: se aposenta ou continua?

177

Há uma grande interrogação na figura de Messi. Não em relação ao Barcelona, onde tudo vai bem, mas na seleção da Argentina: o camisa 10 continuará até a próxima Copa do Mundo?

Na última terça-feira, o treinador interino Lionel Scaloni anunciou sua primeira lista de convocados e “a pulga” não estava entre os nomes lembrados. A questão foi respondida sem muita clareza pelo comandante.

“Falei com ele e a partir dessa conversa, não está nesta convocação para essas duas partidas. Sobre o que pode acontecer no futuro, não falamos, sinceramente. Todos sabemos o que ele representa para nós. Veremos o que acontece no futuro”, declarou o sucinto técnico.

O assunto foi tema de um artigo do jornal Marca nesta quinta-feira, que revela fatos importantes sobre a situação. Messi está em silêncio por um motivo: não quer repetir o que fez há dois anos.

De acordo com a publicação, o craque irá tomar um tempo para reflexão. Ninguém sabe o que ele fará, nem ele mesmo. Está calado porque não tem o que falar.

Em 2016, após sua segunda derrota seguida numa final de Copa América para o Chile, Messi anunciou sua aposentadoria da seleção – ainda no calor do momento. Depois, com a cabeça fria e tempo para pensar, resolveu voltar atrás.

Agora, o argentino não tem pressa. Quer decidir com clareza. O prazo pode ser justamente a próxima Copa América, que começa no dia 14 de junho de 2019, no Brasil.