Mulheres no comando! Dicas para vencer no mundo do empreendedorismo

Mulheres no comando! Dicas para vencer no mundo do empreendedorismo

A presença feminina tem ganhado força no universo corporativo, inclusive em cargos de comando. Mas é empreendendo que elas mais se destacam segundo pesquisas, estando a frente da maioria dos novos empreendimentos do país. As empresárias Tathiana Gava e Ayla Quintella, sócias da rede Armazém Fit Store, que possui 100 unidades em todo o país e um faturamento na casa dos R$ 10 milhões, representam essas mulheres e reuniram cinco dicas que podem fazer toda a diferença para quem quer empreender.

Lugar de mulher é no… comando! De acordo com o levantamento da Global Entrepreneurship Monitor (GEM ), em 2018 o Brasil ficou em sétimo lugar de uma lista com 49 países sobre a participação de mulheres em novos empreendimentos, ou seja, aqueles que apresentam até três anos e meio de atividade. Para Tathiana Gava, sócia-fundadora do Armazém Fit Store, rede de franquias que comercializa produtos para uma alimentação balanceada, foi-se o tempo em que as mulheres aceitavam que não podiam estar a frente de grandes negócios. “O sexo feminino ganhou destaque em diversas áreas onde a predominância era masculina, por isso elas empreendem cada vez mais”, afirma. De acordo com a empresária, esse é um movimento que deve crescer e o número de negócios comandado por mulheres irá aumentar consideravelmente. “Existe uma onda de empoderamento feminino, para que as mulheres sejam mais valorizadas em diferentes aspectos, inclusive como empresárias”.

A pesquisa do GEM também aponta que as mulheres respondem por mais da metade dos novos negócios do país (51,5%). Porém, apesar de ser maioria, para Tathiana o mercado empreendedor ainda é bastante machista. “Estamos mais presentes no comando dos negócios, mas ainda há muito preconceito. Precisamos provar o nosso valor o tempo todo”, enfatiza Tathiana.

Para ajudar as mulheres que pensam em investir no próprio negócio, as sócias e fundadoras do Armazém Fit Store, que alcançaram o sucesso com apenas dois anos de atuação no franchising, levantaram cinco pontos que foram essenciais para alcançar o crescimento do negócio. Confira!

– Conheça o mercado!

“Antes de se arriscar no mundo dos negócios é preciso estudar as oportunidades de mercado”, afirma Ayla Quintella. Segundo a empresária, muitas pessoas já esperam que negócios comandados por mulheres deem errado, por isso, o cuidado em estudar o mercado e conhecer o setor escolhido precisa ser redobrado. “Além do conhecimento de campo, é preciso ter em mente que não basta gostar de determinado assunto , tem que entender e ter muita afinidade com o segmento escolhido. É isso que vai manter o combustível nos dias difíceis”, comenta.

Segundo a empresária, a alma de qualquer negócio é saber exatamente a essência da marca, dominar o segmento, desenvolver olhar estratégico e possuir um bom networking. “Não adianta ter muito dinheiro para investir, se faltar conhecimento sobre o negócio. Já vi ideias promissoras não irem para frente por falta de paixão e conhecimento”. Ayla ainda afirma que ter bons relacionamentos ajuda a levar os negócios para um patamar acima. “Vá em feiras, troque ideias com empresários de todos os segmentos, participe de palestras, mostre seu potencial. São dessas ocasiões que podem surgir sociedades ou investidores para o seu negócio”, indica.

– Diferencie crítica x julgamento

Críticas são sempre bem-vindas quando positivas. No entanto, algumas podem ser julgamentos ou discursos destrutivos. “A mulher que empreende pode ter que abrir mão de algumas coisas em muitas situações, por exemplo, ter mais tempo para a família. Mas ela não deve ser culpar ou aceitar julgamentos”, afirma Tathiana Gava. “Infelizmente, a mulher costuma passar por diversos questionamentos. Se não deu conta de alguma tarefa, é porque estava com a cabeça em casa. Se passa horas do dia no escritório, é porque não liga para a família. Empreender em um país que ainda é bastante machista não é fácil, mas vale a pena no final”, enfatiza.

– Adeus zona de conforto!

Diante deste cenário, a sócia do Armazém Fit Store destaca mais uma característica que deve estar presente no comportamento empreendedor, a inquietude. “Uma boa empreendedora deve ser inquieta, não aceitar quando disserem que ela não é capaz, não desanimar quando alguma porta se fechar. É sair da zona de conforto mesmo e fazer o máximo para garantir o sucesso do negócio”.

– Assuma o perfil de liderança!

“Assuma a liderança dos negócios”, aconselha Ayla. Claro que ao longo da caminhada ajudas serão necessárias, mas é importante ter o controle de tudo o que diz respeito ao negócio. “Além de ser uma segurança, a sua liderança ditará a ‘cara’ da empresa. Para que seus funcionários entendam a essência do negócio e sigam o mesmo propósito, eles precisam enxergar uma líder”, recomenda.

Autoconhecimento, autoconfiança, autoestima – Os pilares do sucesso

Para as sócias do Armazém Fit Store, a base para o sucesso engloba três comportamentos: se autoconhecer, confiar em si mesmo e ter amor próprio. “Para que exista o equilíbrio nas relações diárias, é preciso identificar as próprias qualidades, defeitos e limites”, diz Ayla. Para a empresária, é preciso ter bastante discernimento para enxergar a linha tênue entre sair da zona de conforto e fazer coisas na qual não se acredita. “Não se venda. Jamais. O mercado tem uma certa disposição em dizer que a mulher não é capaz e tenta te convencer a mudar as diretrizes do seu negócio. Mas se for algo construído com muita pesquisa, conhecimento e base sólida, o sucesso será mais certeiro”.

Tudo depende de onde se quer chegar!

É uma dica simples e que pode parecer clichê, mas existe uma regra no mundo dos negócios: tenha foco! “Se você sabe para onde quer ir, o que quer atingir, as coisas fluem naturalmente em direção ao sucesso,” ressalta Tathiana.

“Quando criamos o Armazém Fit Store tínhamos em mente exatamente o que queríamos: público mapeado, objetivos estabelecidos, metas traçadas, definição dos produtos que comporiam nosso mix, estratégias claras e bem desenhadas e, claro, ter as pessoas certas e encorajadoras em nosso caminho. Se sabemos exatamente o que queremos, fica mais fácil entender os caminhos que temos que seguir. Simples assim” finaliza Tathiana.

*Por Armazém Fit Store

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Veja os últimos posts