No feriado, viagens compartilhadas chegam a custar 60% menos que passagens comuns

airport-2373727_1920

Plataforma permite ao usuário fretar ônibus com outras pessoas que vão para o mesmo destino, e dividir o valor da viagem

Na onda da “Economia compartilhada”, as viagens para o próximo feriado (19/04) podem ficar ainda mais em conta. Esta é uma economia possibilitada graças a Buser, plataforma que conecta passageiros com destino em comum para fretar ônibus. Segundo a empresa, as viagens compartilhadas permitem economia de até 60%, se comparado ao valor das passagens rodoviárias comuns.

No aplicativo, o preço máximo de uma viagem compartilhada entre São Paulo e Belo Horizonte, por exemplo, chega a 93 reais. Na rodoviária, em comparação, o ticket médio para este trecho é de 160 reais, chegando a custar 255, dependendo do horário e das acomodações. Além disso, a plataforma oferece viagens por 10 reais para quem utilizar o serviço pela primeira vez.

Segundo o CEO da Buser, Marcelo Abritta, o aumento da procura por viagens compartilhadas proporciona preços mais baixos para o consumidor. “O marco da economia colaborativa é permitir que o usuário divida o custo de um serviço com outras pessoas. No compartilhamento de frete não é diferente. Quando o ônibus atinge a capacidade máxima, o custo da viagem é muito menor”, explica.

Para utilizar o serviço, basta acessar o site ou o aplicativo da Buser, juntar-se a um grupo de viagem já formado, ou criar o próprio grupo com o destino desejado. O frete é contratado totalmente online e o passageiro ainda pode escolher as opções em ônibus executivo, leito ou leito-cama.

*Por Marcelo Abritta, CEO da Buser