Pilates traz Benefícios na Rotina de Idosos

97
Pilates traz Benefícios na Rotina de Idosos

O foco do pilates é fortalecer o tronco, já que esta é a parte central do corpo, funcionando como seu núcleo. À medida em que envelhecemos, fica cada vez mais importante concentrar os esforços no fortalecimento da área, para criar o sustento necessário para a coluna e o restante do corpo.

“Creio que o pilates é a melhor forma de exercícios para todos, mas principalmente, para quem está na terceira idade e quer preservar sua saúde e seu bem estar”, comenta Ivanira, 75 anos, que está há dois meses praticando na Pure Pilates.

Com o passar do tempo, é normal que algumas pessoas desenvolvam problemas nas costas, como lordose, dores musculares na região lombar ou diminuição da capacidade de movimentação dos ombros e membros superiores.

É o caso de Moisés Spiguel, de 87 anos. “A dor lombar estava complicada, e já há tempos pensava em como resolver o problema”, conta Spiguel. “Sou teimoso e meio avesso a médicos e a anti inflamatórios que provavelmente me receitariam”, completa. Foi quando decidiu tentar o pilates, esporte que já pratica há mais de um ano.

“Não fiquei mais jovem, mas fiquei sem a dor. E também a mobilidade e o bem estar melhoram a cada exercício”, conta. “Recomendo, mas não precisa esperar para ter minha idade, pode começar bem mais cedo”, brinca.

Como o pilates ajuda

Por ajudar a fortalecer estes grupos de músculos de forma gradual, sem impacto e na medida mais adequada, o pilates é uma excelente forma não apenas de prevenir o surgimento destes problemas da terceira idade, mas também de recuperar os movimentos que antes eram limitados. “Mesmo quem passou anos sem se exercitar pode reaver a flexibilidade e a agilidade que são tão pouco valorizadas na juventude”, diz Douglas Paiva, fundador da Pure Pilates.

Quando envelhecemos, é normal que nossos joelhos, juntas e ligamentos fiquem desgastados e eventualmente passem a afetar a nossa noção de equilíbrio. Praticar pilates é uma forma de fortalecer também os músculos das pernas e manter as juntas bem “lubrificadas” para que elas possam funcionar bem. Assim, é possível reforçar o senso de equilíbrio, evitar quedas e traumas.