Colunista fala sobre a importância de sonhar para alcançarmos nossas metas

sonhare-750x354
Lilian Schiavo: Por que sonhar?

De vez em quando reservo um tempo para olhar para mim, e isso não é feito diante de um espelho, é um olhar para dentro, dentro da alma e do coração.

Vivemos numa correria sem fim, o tempo está voando, quando você percebe a semana acabou e deixou a sensação de que ainda havia muito por fazer…

Então, no meio de inúmeras reuniões, num turbilhão de compromissos, lembro de uma amiga que poderia me ajudar na realização de um projeto. Deixo uma mensagem para ela no celular e, pasmem, ela apareceu!

O assunto era um Comitê de Gestão do Mercado de Luxo e ela é especialista no assunto, concluiu o curso em Paris e é fundadora e presidente de uma empresa voltada para um mercado mais do que exclusivo: ela é chapeleira. Seu talento e criatividade já ultrapassaram as fronteiras do país e hoje ela é conhecida e respeitada mundialmente.

Na primeira vez que a vi, imaginei que tivesse sido educada em algum internato em Londres, que era de uma abastada família europeia, talvez tivesse vindo da realeza, afinal,  a Graci é alta, magra, elegante e fala com um sotaque que eu imaginava ser britânico… Na verdade, o sotaque vem de Minas, e ela começou humildemente fazendo artesanato para vender em uma feira na Praça Benedito Calixto.

A pergunta que faço é: como ela chegou na primeira página de um jornal de Londres? Como alcançou tanta notoriedade e reconhecimento? Como se tornou um ícone no mercado de luxo? A resposta é simples: sonhando!

Lembrei de outras amigas que, assim como ela, um dia sonharam com algo grandioso.

A Vivi me dizia que seu sonho era escrever um livro e então um belo dia ela apareceu com o convite para o lançamento do seu livro aqui em São Paulo, que depois foi lançado na China, na Lituânia, em Portugal e em outros países.

Hoje ela viaja pelo mundo para palestrar sobre os temas abordados nos livros. Ela tinha sido diagnosticada com depressão, andava curvada e triste, mas hoje é outra pessoa, com uma postura firme e força no olhar.

A Dani estava meio perdida sem saber para onde ir, mas tinha um sonho, uma invenção dela. Criou um evento de moda que, para dizer a verdade,  no início não entendi direito,  mas com muito foco e dedicação foi tomando forma e hoje ultrapassou os limites  locais e está presente nas grandes capitais mundiais da moda. As portas mais sofisticadas se abrem para ela, que caminha a passos largos, com muito sucesso e prosperidade.

A Andréa queria ser catadora de sonhos, fundou uma ONG e já ganhou prêmios internacionais pelo trabalho com sustentabilidade, educação e geração de renda para comunidades em situação de vulnerabilidade social. Ela queria transformar o mundo e está conseguindo transformar a realidade do litoral norte de São Paulo. Nada a impede de conseguir seu intento. Ela não desiste!

LEIA MAIS: Saiba quais foram as 5 palavras que bombaram em 2018
Aprendendo a recomeçar, com Lilian Schiavo

Eu também sou movida a sonhos, eles me motivam, direcionam, dão aquele brilho no olhar que nenhuma maquiagem consegue camuflar. Quem sonha caminha diferente, parece que voa… Você já realizou algum sonho? É como criar asas, percorrer longas distâncias, a atmosfera muda, o coração bate mais forte, a sensação é de vitória e conquista, você fica com aquela cara de quem diz que valeu a pena todo o sacrifício, você cresce e vira gigante!

Os sonhos são o combustível da vida, o que nos anima a prosseguir, a aceitar desafios, são vitaminas que nos fazem incansáveis e persistentes.

Porque sonhar? Para ter um propósito, uma meta na vida, para deixar um legado… Para ter um motivo para levantar todos os dias, para olhar para dentro de si e encontrar uma resposta sobre quem você é verdadeiramente, para que você veio ao mundo, em que direção caminhar.

“Sonhar é acordar-se para dentro”, Mario Quintana

Texto publicado originalmente em www.luizandreoli.com.br.