Restaurante Baião tem o sabor da comida nordestina, além de forró pé-de-serra e marchinhas de Carnaval

O Baião –  Cozinha Nordestina traz o melhor da cozinha do Nordeste para São Paulo.  Nas noites de quinta a sábado e no almoço de sábados, domingos e feriados, há música ao vivo, para ouvir e dançar em um charmoso palco em forma de sanfona. Praticamente toda a decoração do restaurante foi trazida do Nordeste. Durante o Carnaval (hoje dia 9 à noite; sábado, dia 10, no almoço e à noite; domingo, dia 11, no almoço, até as 18h; e terça-feira, dia 13, até as 18h), além do forró pé-de-serra a excelente banda da casa tocará também algumas marchinhas.  

“Eu vou contar pra você como se come bem no Baião e, se não quiser ler todo o texto, nas fotos preste atenção…”

Tudo bem, tudo bem, o verso (cordel?) que abre esse texto não é tão bom assim, mas a casa que apresentamos é:  Baião – Cozinha Nordestina! O novo restaurante fica à rua Traipu 91, em um ponto que já recebeu restaurantes como a “Pizza na Roça” e a “A Toca”.

A casa encanta os clientes logo ao primeiro contato.  Na entrada, há um enorme boneco de cangaceiro. Logo após uma aconchegante sala de espera e um “quiosque”, onde uma “baiana legítima” faz o acarajé todos os dias, no almoço e no jantar, com exceção das noites de segunda-feira. Logo depois fica o salão principal, com capacidade para 120 pessoas e simpáticos garçons em trajes típicos do Nordeste. Um bar feito com pau a pique e telhas separa o salão principal de uma pista de dança, onde há um palco em forma de sanfona.

Da pista, é possível observar uma organizada cozinha-show. Há também algumas poucas mesinhas do lado de fora, na lateral da casa, e um jardim à frente, do lado direito da entrada, que representa o sonho do nordestino de que um dia exista água e verde em abundância nos nove estados da região. Embaixo, descendo uma bela e colorida escadaria que remete às ruas de Pipa, no Rio Grande do Norte, há outro salão (70 lugares), com cozinha independente, que por enquanto é utilizado para festas e eventos, e em datas especiais, como o Dia das Mães.

O proprietário da casa, José Lourenço dos Santos Júnior, 40 anos, o “Júnior”, é sócio, ao lado do pai (José Lourenço dos Santos, o “Seu Lourenço”), da tradicional pizzaria Paulino, nos endereços das ruas João Ramalho (Perdizes) e João Moura (Pinheiros).  Filho de alagoanos e apaixonado por comida regional, frequentou desde cedo os restaurantes nordestinos da Cidade e sempre teve, segundo conta, “o sonho de montar um restaurante com a comida do Nordeste em São Paulo”.

Antes de abrir o Baião viajou três vezes ao Nordeste para “comer em restaurantes famosos, como o Camarões, em Natal; Parraxaxá, no Recife, e Bodega do Sertão, em Maceió; mas também em pequenos estabelecimentos encontrados à beira do caminho, em cidadezinhas e à beira da praia”. Nas viagens adquiriu também, principalmente em Caruaru, em Pernambuco; e Trancoso, na Bahia, quase toda a decoração da casa, como o porta-guardanapos, que é um lindo carrinho de boi, as luminárias, os jogos americanos (ops!,nordestinos!) e as centenas de bonequinhos com personagens da região.  Destaque também para os nove cordéis que fazem referência a todos os estados da região:  Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, e para as fotografias de nordestinos famosos homenageados nas paredes do restaurante.

Agora, Júnior está em contato com as secretarias de Turismo e de Cultura dos estados do Nordeste para obter imagens – fotos e filmes – para passar permanentemente na TV do restaurante.

Um dos grandes destaques da casa é o já citado palco em forma de sanfona, homenagem ao seu pai e sócio na pizzaria. “Como ele é sanfoneiro e a música, além da gastronomia, sempre foram meus maiores elos com o Nordeste, esse palco foi uma forma de referência, respeito e agradecimento”, diz Júnior.

 “Queremos ser uma boa alternativa para os paulistanos e turistas que não têm horários definidos para comer na Cidade”, afirma Júnior.  “A música é de qualidade, sempre nordestina, Forró Pé de Serra tocado em um salão separado e no tom adequado, para não atrapalhar quem está no salão principal e quer simplesmente conversar”, diz o proprietário do estabelecimento. Quando não estão os músicos, o som ambiente traz canções do Nordeste de qualidade, também no tom certo, de autores como Luiz Gonzaga, Alceu Valença e Dominguinhos.  Segundo Júnior, durante o Carnaval (na sexta-feira, dia 9 à noite; sábado, dia 10, no almoço e à noite; domingo, dia 11, no almoço, até as 18h; e terça-feira, dia 13, almoço, até as 18h), além do forró pé-de-serra a excelente banda da casa tocará também algumas marchinhas.  

Baião – Cozinha Nordestina – Rua Traipu, 91 – Pacaembu – São Paulo – www.baiaocozinhanordestina.com.br – Tels: 11 – 4306-2078 e 4306-2082 –  Abertura da casa: 22 de outubro de 2015. Inauguração da casa: 11 de fevereiro de 2016.; Horários: de segunda às quartas-feiras, das 11h30 à meia-noite; às quintas, sextas e sábados das 11h30 às 3h; e aos domingos e feriados das 11h30 às 18h. Música ao vivo, de quintas a sábados, das 21h às 3h, e aos sábados, domingos e feriados, das 13h às 18h.  O couvert artístico à noite é de R$ 5,00 às quintas, de R$ 10,00 às sextas e R$ 15,00 aos sábados e de R$ 5,00 nos almoços de sábados, domingos e feriados. Delivery: sim (com taxa de R$ 4,00 a R$ 7,00), das 11h30 à meia-noite, todos os dias, para os bairros do Pacaembu, Perdizes, Pompéia, Sumaré, Santa Cecília, Higienópolis e Água Branca, Cc: Aceita todos menos o Amex; Tickets: VR, Ticket Restaurante e Sodexo.Cheques: não.  Água de Coco: R$ 7,10. Água Mineral: R$ 5,30.  Chope Brahma:  claro, por R$ 7,70 (300ml) e Black, por R$ 9,50 (300 ml). Área para fumantes: sim (tanto em cima quanto no salão de baixo). Estacionamento com manobrista: de segunda a sexta é gratuito no almoço. Em todas as noites e aos sábados, domingos e feriados é R$ 15,00. Café: R$ 3,50 (individual, coado na própria mesa).Tem pratos executivos no almoço de segunda a sexta-feira. Acesso para deficientes: sim; Banheiro adaptado para deficientes: sim. Ar-condicionado: sim (em todos os salões). Área de fumantes: sim (externa).