Saiba como os testes são importantes para o desenvolvimento de cosméticos cruelty-free

lipstick-1097142_1280

Drª Maria Inês Harris, especialista em segurança de ingredientes e produtos cosméticos, explica como tais procedimentos ocorrem na prática industrial

Na indústria cosmética, bem como em outras áreas de produção fabril, as avaliações de segurança e os testes de qualidade dos produtos desenvolvidos têm papel de destaque. Esses procedimentos são fundamentais e definem as ações necessárias para a fabricação de produtos seguros e cruelty-free (sem testes em animais), destinados a consumidores cada vez mais exigentes e conscientes.

“A avaliação de segurança de produtos e ingredientes cosméticos consiste em um estudo aprofundado sobre o produto e seus componentes, a fim de definir a necessidade de submetê-lo a testes adicionais. A partir deste parecer, então, é possível determinar se o produto é seguro ou quais são as medidas necessárias para o seu aprimoramento”, afirma a Drª Maria Inês Harris, Diretora Executiva do Instituto Harris, referência em avaliação da segurança dos ingredientes e produtos cosméticos.

Para garantir a segurança e qualidade de um cosmético, é preciso analisar fatores como: composição química; possíveis contaminantes presentes em matérias primas (tanto de origem sintética quanto natural); toxicidade dos compostos; alergenicidade; reatividade entre componentes; regulamentação de rotulagens; e muitos outros.

Dentro desta complexa avaliação, podem ser necessários testes complementares para checar o risco da ocorrência de reações adversas. Entre eles estão os testes de estabilidade, testes in vitro e in silico.

“Indústrias cosméticas de referência fazem questão de estudos minuciosos para garantir a eficácia e segurança dos seus cosméticos, fazendo jus à confiança neles depositada por seus consumidores”, finaliza a especialista do Instituto Harris.

Por Instituto Harris