Sedentarismo é um dos vilões do envelhecimento

Sedentarismo é um dos vilões do envelhecimento

Sedentarismo é um dos vilões do envelhecimento

Sedentarismo é um dos vilões do envelhecimento. Todos perdemos massa muscular ao longo da vida. Esta perda é parte do processo natural de envelhecimento do corpo humano, que já começa no início da idade adulta, por volta dos 25 anos.

A partir dos 30 anos, estima-se uma perda média de 1% de massa muscular por ano. Existem, no entanto, condições que podem agravar os prejuízos.

Pessoas sedentárias, por exemplo, tendem a apresentar um declínio da massa muscular de maneira mais acentuada. Os sedentários também perdem mais força e mobilidade. Como consequência, há um comprometimento da funcionalidade para a realização de atividades simples da vida diária, como sentar e levantar, subir e descer escadas. Doenças do envelhecimento como artroses, osteoporose, sarcopenia – que é a perda de massa muscular – se apresentam de maneira acelerada principalmente nos indivíduos sedentários.

O treinamento resistido (TR), conhecido como musculação, é um exercício que pode e deve ser utilizado como tratamento seguro e eficaz nas condições citadas acima. O TR apresenta cargas controladas e amplitudes de movimento seguras. Em caso de dor, os exercícios da musculação também são adaptáveis e favoráveis ao indivíduo. “Os benefícios do TR propiciam melhora das condições gerais, ganho de massa muscular e aumento de funcionalidade nos indivíduos que apresentam importantes reduções de massa muscular”, afirma o fisioterapeuta José Alves.

Quando as pessoas já apresentam doenças, em geral, precisam de adaptações específicas nos seus exercícios, o que é muito facilitado no Treinamento Resistido em suas técnicas de utilização (ajustes de cargas, amplitudes, entre outras). Do ponto de vista prático, os profissionais de Educação Física podem trabalhar com musculação mesmo que as pessoas apresentem situações patológicas.

Esses profissionais devem conhecer as técnicas de adaptações dos exercícios para fragilidades, doenças e lesões.

Um dado interessante vem de um estudo que avaliou indivíduos nonagenários, mostrando que o ganho da massa é possível em qualquer época da vida com a prática de exercícios resistidos. “Nunca é tarde para começar a investir no ganho da massa muscular. O importante é manter os estímulos no aparelho locomotor para manter a saúde durante o envelhecimento”, destaca Carlos Samuel, educador físico do Instituto Biodelta.

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Veja os últimos posts

Espelho Mágico

“Espelho, espelho meu existe alguém mais bonita(o) do que eu?” O espelho encantado não foi colocado em uma prateleira vazia, mas se esconde dentro de

Continuar Lendo »