Stan Lee: curiosidades sobre o mestre dos quadrinhos

582

Infelizmente, 2018 nos tirou um dos maiores gênios dos quadrinhos. Stan Lee faleceu após passar mal em sua casa em Los Angeles, deixando um legado enorme para fãs do seu trabalho no mundo todo. E em homenagem ao querido mestre, preparamos uma pequena lista de curiosidades sobre o senhor mais amado do universo geek.

Joan B. Lee

Joan Boocock Lee, esposa de Stan Lee desde 1947, foi também a musa inspiradora para o nascimento de um de seus personagens mais carismáticos:   De acordo com o próprio Lee, Joan tinha “o rosto perfeito para ser desenhado”, transferindo seu amor para as páginas dos quadrinhos do Homem- Aranha, criando assim a grande paixão da vida de Peter Parker. Foi ela também que o fez escrever uma última história antes dele quase desistir da vida nos quadrinhos. E foi em 1961 que nasceu o Quarteto Fantástico, o grande ponto de virada. Infelizmente, devido a um derrame, Joan morreu em 2017 com 95 anos de idade.

As iniciais dos heróis

Peter Parker, Bruce Banner, Matt Murdock… você até pode conhecer estes nomes, mas já percebeu que o nome e sobrenome destes heróis possuem as mesmas iniciais? E não por coincidência: Stan Lee não tinha uma boa memória, e por isso repetia a letra do primeiro nome no segundo. Querendo ou não, os nomes tinham um certo impacto com isto, sendo lembrados até hoje com facilidade para muitas pessoas.

Cameos

Para quem acompanha os filmes da Marvel, não é nenhuma novidade que o nosso velho Stan fez algumas das melhores pontas em cenas memoráveis. Seja no set, em alguma foto perdida ou até como desenho animado, ele sempre estava presente. E isso não começou nos filmes, não: Lee estreou suas pontas nos anos 60, nos quadrinhos como brincadeiras dos roteiristas da época. Juntando somente suas aparições em filmes e séries da Marvel, foram 56 cameos, sem contar algumas animações e até os jogos. Bastante, né?

Humanidade nos Super-Heróis

É fato que Stan Lee foi um gênio. Junto de outros roteiristas como Kirby, Everett, Ditko, eles criaram heróis que hoje em dia são sucesso mundial nos cinemas e tv. Mas vocês já pararam pra pensar porque os heróis da Marvel são tão bons? Porque eles tem problemas reais. A grande sacada de Lee era fazer com que os leitores pudessem se sentir representados com as histórias dos personagens. Um grupo de pessoas “diferentes” que sofrem preconceito, o jovem tímido que possui um ótimo coração e está disposto a ajudar a quem puder mesmo com o aluguel atrasado, um cego advogado com habilidades incríveis, o primeiro super-herói negro rei de uma nação grandiosa

Comunidade Nerd (Bullpen Bulletins)

Hoje em dia temos diversos fóruns, grupos de facebook, whatsapp e diversos portais onde podemos nos informar sobre lançamentos de quadrinhos, filmes e etc. Mas sabia que o velho Stan inaugurou no anos 60 um tipo de portal de notícias em seus quadrinhos? Com o nome de “Bullpen Bulletins”, o público podia ter um contato mais direto com a linha editorial da Marvel, sabendo de lançamentos futuros, enod colunas escritas pelo próprio Lee e respondendo a cartas dos fãs neste espaço dedicado a eles. E foi neste espaço que surgiu talvez a palavra mais falada por Lee…

Excelsior!

Derivado do latim, Excelsior significa “majestoso, grandioso, superior”, e é uma palavra que Lee adotou sempre que terminava de redigir um texto em suas colunas. Segundo ele em uma entrevista para a io9, a “distinta concorrência”(ou DC Comics para os íntimos) começou a usar suas palavras de efeito em suas revistas, e fez com que Stan procurasse uma palavra diferente da qual ninguém conhecia – porém que todos pudessem repeti-la. E assim nasceu seu grito de guerra mais famoso, Excelsior!

por Joyce Macedo

Formada em Publicidade e pós-graduanda em Jornalismo. Apaixonada por cultura pop e inovação, trabalha com conteúdo de tecnologia desde 2012. No Canaltech, é apresentadora e editora-chefe.