Ouvir Pausar

Teste de covid-19 será exigencia para entrada de turistas em Cabo Frio (RJ)

O município da Região dos Lagos registrou aglomerações indecentes no Réveillon e passará a exigir testes de todos os visitantes

Teste de covid-19 será exigencia  para entrada de turistas em Cabo Frio (RJ)
Praia do Forte, em Cabo Frio, - Foto: Isadora Aires/G1

Flagrantes de aglomeração e festas clandestinas não faltaram neste Réveillon, de norte a sul do Brasil. Uma das cidades que bateu recordes de multidões e gente sem máscara foi Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Mesmo com um decreto que impedia festas e a colocação de guarda-sóis na areia, o acesso à praia do Forte, a principal da cidade, estava liberado. O que se viu na noite da virada foi muito tumulto e bares abertos madrugada adentro, quando a ordem era que fechassem às 23h do dia 31.

A prefeitura da cidade, preocupada mesmo que tardiamente, publicou no Diário Oficial do município na última terça-feira (5) que passará a exigir teste de covid-19 de todos os passageiros e condutores que entrarem na cidade de carro, van ou ônibus fretado. A regra começa a valer na próxima segunda-feira (11) e os testes deverão ter sido feitos até 72 horas da chegada.

Os testes podem ser do tipo rápido IgM/IgG ou do tipo Swab com pesquisa de antígeno ou o RT-PCR. Este último deve trazer expresso a informação “não detectado”. Os testes rápidos de farmácia, como se sabe, têm um índice de confiabilidade muito baixo quando comparado ao RT-PCR. 

“No caso de não apresentação de teste de um ou mais tripulantes, […] não será permitido desembarque de nenhum tripulante e consequentemente não será permitida a permanência do veículo de turismo no município”, diz a norma. Barreiras da Vigilância Sanitária serão colocadas na entrada da cidade.

Hotéis e pousadas podem funcionar com até 75% da capacidade e também serão obrigados a exigir dos hóspedes o resultado do teste de covid no check-in. Os estabelecimentos terão que enviar diariamente para a prefeitura um relatório de entradas e saídas de hóspedes com cópia dos respectivos exames.

Forte São Matheus, em Cabo Frio (RJ) (Carlos Carlos/Pixabay)

Segundo os dados da Secretaria Estadual de Saúde, o município está com 76% dos leitos reservados para covid ocupados e registrava, até hoje (7), 5.367 casos e 219 óbitos.

Em setembro, a Península de Maraú e a Chapada Diamantina, na Bahia, passaram a requerer testes de covid de todos os turistas, mas retiraram a exigência cerca de um mês depois. Fernando de Noronha é o único destino que exige teste RT-PCR, que deve ter sido realizado até 48 horas antes do embarque.

Com informações da Agência Brasil.

Acompanhe-nos nas Redes Sociais:

https://www.instagram.com/revistanovafamilia 

https://www.facebook.com/revnovafamilia

https://www.linkedin.com/in/revistanovafamilia/

https://www.youtube.com/user/revistanovafamilia