Transformação Digital: Como as empresas estão lidando com essa mudança

988

Estamos testemunhando o início, ascensão e consolidação de uma nova era na história da humanidade: o digital. Este fato é inquestionável para a sociedade mundial como um todo mas, principalmente, para os profissionais da comunicação. Neste segmento, uma das áreas que está apresentando maior expansão é o marketing.

Inicialmente, tratava-se somente de um grupo fechado de profissionais que atuavam dentro de uma agência e era responsável por ações internas e externas de elaboração e desenvolvimento estratégico de projetos. Neste modelo de marketing, não havia a presença do digital e muito menos do social. As empresas não precisavam estar presentes nas redes sociais e nem estabelecer uma linha de atuação em parceria com influenciadores digitais.

De acordo com um estudo divulgado pela eMarketer, no segundo semestre de 2016, o número de usuários brasileiros ativos nas redes sociais chegou a 93,2 milhões, número este que já ultrapassa 45% de toda população do país. Outra pesquisa recentemente divulgada pela Rock Content – intitulada Social Media Trends 2017 – revelou que 92,1% das empresas brasileiras estão nas redes sociais.

No entanto, com o crescimento inimaginável das redes sociais, além das pessoas criarem suas contas individuais nas plataformas, outro setor estava notando a necessidade de dar seus primeiros passos neste mundo digital: as pequenas e médias empresas.

Contudo, em paralelo com essa necessidade de inserção no meio social e digital, outro dilema crescia na mente dos pequenos e médios empresários: investir em uma empresa focada na criação e gerenciamento de conteúdo voltado para as redes sociais seria um investimento fora de cogitação. Esse raciocínio ainda leva muitos destes empreendedores a acomodarem internamente a gestão das redes sociais de suas empresas, o que pode resultar em um trabalho falho e com traços de amadorismo.

Em meio a este cenário, só existem duas possibilidades para o negócio: formar um time especializado no gerenciamento e impulsionamento das redes sociais de sua empresa ou então optar pela contratação de uma agência especializada neste serviço. A segunda opção geralmente é vista como muito cara e fora do budget do investidor. Eis que surge uma terceira opção, que é contratar uma agência com profissionais qualificados e com valores que se enquadram no caixa da empresa. A M2B Agência PME, por exemplo, visa o desenvolvimento do pequeno e médio empresário em relação a comunicação e marketing por um preço acessível. Atualmente é possível encontrar pacotes para cada momento do negócio, desde a identidade visual até patrocínios entre outros.

Esse é um modelo muito válido para os empresários que buscam melhorar a qualidade do atendimento ao cliente, otimizando seus resultados e obtendo o retorno de seu investimento em um trabalho de qualidade com expertise em marketing digital.