Viagem com criança: agora não vai ter erro

viagem

Viagem com criança: agora não vai ter erro

Viagem com crianças: agora não vai ter erro. Viajar com a garotada é tudo de bom.

O importante é curtir cada segundo, cada nova experiência, tentando não se estressar com os perrengues e viver tudo intensamente com seu pequeno.

Afinal, a infância passa em um piscar de olhos, e ninguém nunca irá tirar de vocês os momentos que passaram juntos.

Mas para garantir que tudo ficará sob controle durante seu passeio ou viagem com criança, vale conferir as dicas a seguir, do Blog Motherhood.

A primeira dica é: planejamento!

Antes de ir, faça uma busca e procure os pontos turísticos e informações de como chegar.

Isso faz muita diferença na viagem com criança, você pode envolver seu filho no planejamento e tornar o passeio ainda mais agradável.

Ainda dentro do planejamento, faça um checklist.

Com calma, anote tudo o que é essencial no dia-a-dia do seu filho.

Pense em um dia inteiro da criança e repasse toda a rotina mentalmente para não esquecer nada.

E aqui, algo muito importante: se o pequeno tiver um bichinho ou naninha inseparável na hora de dormir, ele vira item número 1 na lista.

A documentação deve ser vista com antecedência, para dar tempo de correr com alguma burocracia, caso necessário.

Em viagens nacionais, leve Certidão de Nascimento ou Carteira de Identidade e Carteira de Vacinação da criança.

Para viagens internacionais, independente da idade, precisa de passaporte, alguns locais exigem visto, carteira de vacinação internacional, seguro viagem.

Ao escolher a hospedagem, procure informações detalhadas, descubra se há microondas para esquentar a mamadeira à noite, se necessário, ou se a Copa Kids fica acessível 24 horas, se o hotel ou pousada disponibiliza berço, banheira e até cadeirão para a área de refeições.

Antes de arrumar a mala, pesquise como será o tempo naquele período, se costuma chover ou esfriar muito na região.

Consulte a previsão do tempo alguns dias antes, e leve uma troca de roupa da temperatura oposta (ex: se estiver frio, leve uma de calor): vá preparada para enfrentar o clima!

E não esqueça dos acessórios, como touca ou boné, repelente e protetor solar!

Prepare a criança: explique como é o trajeto, quais meios de transporte vão usar, tempo que demora e como são (no carro dá para ver as paisagens, no avião dá para ver o céu e muitas nuvens, etc), locais que irão visitar, curiosidades, entre outras informações que podem ser interessantes para eles, de acordo com a idade.

Criança precisa ser criança! Por isso, intercale programas de adultos com tempo e espaço para eles brincarem.

Isso facilita muito todo o período que os adultos precisam que os pequenos fiquem no carrinho, porque eles já sabem que também terão tempo para curtir depois, e também ajuda a entender a ideia de que cada um tem a sua vez em tudo, até mesmo nos passeios.

Pergunte ao pediatra e leve os medicamentos receitados por ele na bagagem.

Dependendo de onde você for, não é muito fácil comprar medicamentos e vale a pena ter pelo menos os remédios de rotina para ajudar se surgir alguma febre ou dor.

Monte um pequeno kit de emergência, com analgésicos, antitérmico, termômetro e band-aids.

Faça uma listinha com contatos de emergência para levar, com os telefones dos parentes mais próximos, pediatra e hospital próximo do hotel.

Deixe uma listinha também com alguém de confiança e que não vai viajar com a família, por segurança, incluindo o telefone e endereço de onde vão ficar.

Sempre que chegar em um novo local, mostre ao seu filho onde ele irá dormir e reconheça o local com ele, isso dá segurança aos pequenos.

Tenha na bolsa coisas que entretêm a criança, como lápis de cor, massa de modelar, livrinhos, coisas fáceis de carregar e que poderão ser usadas no carro ou no avião e restaurantes quando necessário.

Leve um carrinho! As caminhadas serão longas e cansativas, nesses períodos as crianças podem descansar e observar a paisagem, ou até tirar uma soneca para recarregar as energias.

Se tiver costume de usar, leve um canguru ou sling também.

A peça facilita a vida (não deixa a criança chorando por não querer andar) e ainda nos deixa com as mãos livres.

Sempre que for sair, leve comidinhas leves, como uva passa, goji berry, banana, biscoito de polvilho… São itens fáceis de carregar e dá para oferecer para a criança em qualquer lugar.

Afinal, você nunca sabe se quando seu filho sentir fome terá alguma coisa rápida e disponível em volta.

Leve câmera ou tenha espaço suficiente no seu celular para muitas fotos! Se possível, contrate uma sessão de fotos em família!

Por Redação

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Veja os últimos posts