Visita indesejada

Visita indesejada

Visita indesejada

Visita indesejada. Companhia indesejada que teima em nos visitar de tempos em tempos. Nunca nos esquece, mesmo que a deixemos para trás..

Presença sem rosto que nos encara de frente enquanto tentamos virar a cara para ela. Ela nos chama com seu silêncio e  nos aponta para nossos próprios vazios.

Se esconde em buracos negros temporais e quando menos a desejamos,  reaparece do nada. Ela nos persegue na estrada vazia de nossos devaneios.

Nos aponta o farol alto, quando nos vemos ali sem direção, nos ofuscando  e nos obrigando a uma parada obrigatória no acostamento. Ela vive em nossas sombras e delas se alimenta.

Nos devolve sempre aquilo que mais tentamos nos desfazer, esvaziando muito do que buscamos em vão preencher. Dela fugimos freneticamente ao longo de uma  noite inteira, até que inapelavelmente nos acha e nos engole a seco.

Ela é vingativa. Ressentida por nossa própria rejeição a ela. Nos atinge quando estamos mais vulneráveis e nos convence momentaneamente de que ela é a única que estará sempre por perto.

Até que o dia amanhece e nos damos conta de que a solidão, esta visita inoportuna, foi finalmente embora.

Despertamos novamente para a vida e nos reencontramos com nossas melhores partes.

E assim novamente partimos de volta em direção ao outro.

*Por Ronald Guttmann

https://m.polishop.vc/novafamilia/

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Veja os últimos posts