Volta às aulas presenciais: sentimentos precisam ser acolhidos

Volta às aulas presenciais: sentimentos precisam ser acolhidos

Volta às aulas presenciais: sentimentos precisam ser acolhidos

O retorno às aulas presenciais, ainda que parcialmente, é uma ideia que já bate à porta da maioria das escolas e vem tirando o sono de educadores, pais e alunos.

Como será esse reencontro? De que forma a comunidade escolar será recebida?

Independentemente de quando aconteça, esse retorno precisará ser muito bem planejado. É bem verdade que gostaríamos de estar falando sobre a pandemia no passado ou mesmo que ela nunca tivesse acontecido.

Mas a realidade é outra e precisamos lidar com ela para elaborarmos a melhor forma de enfrentar o que se coloca diante de nós. O isolamento social afetou a todos, especialmente no que diz respeito à saúde mental, e isso precisa ser visto com cuidado para uma volta às aulas saudável.

“Entendemos que o primeiro momento desse retorno às aulas presenciais será em torno da preocupação em entender como cada pessoa está voltando depois de passar um período distante fisicamente da escola e também sobre aqueles que vão optar por não voltar.

A escuta sobre como foi a vivência da quarentena para cada indivíduo, quais são as repercussões emocionais e físicas do que foi vivido, os medos, as alegrias, as perdas… Tudo isso precisará ganhar espaço para ser dito e ouvido.

Afinal, independentemente de como foi para cada um, esse momento de isolamento deixa marcas que precisam ser vistas, acolhidas e, cuidadas”, destaca Márcia Frederico, psicóloga e consultora pedagógica do Laboratório Inteligência de Vida (LIV).

“Pensar em como será a recepção de cada um que compõe essa comunidade poderá ajudar em uma melhor adaptação às novas rotinas. Será importante escutar quais são as principais ansiedades e encontrar maneiras de acolhê-las”, diz Márcia.

*Por Márcia Frederico – psicóloga e consultora pedagógica do Laboratório Inteligência de Vida (LIV)

https://m.polishop.vc/novafamilia/

COMUNIDADE DE COLUNISTAS

Para saber mais sobre o colunista da matéria, clique aqui.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Veja os últimos posts

Antifrágil

Antifrágil. Vivemos no mundo VUCA com quatro características: volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade. Você já deve ter observado que tudo mudou e a essa altura

Continuar Lendo »