Ouvir Pausar

Estudo aponta que medicamento comum pode prevenir câncer de pele

Pesquisadores do Comprehensive Cancer Center, da Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos, apontam que um medicamento oral utilizado no tratamento de doenças neuromusculares pode ajudar a prevenir uma forma comum de câncer de pele

Estudo aponta que medicamento comum pode prevenir câncer de pele
Foto : Reprodução

Pesquisadores do Comprehensive Cancer Center, da Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos, apontam que um medicamento oral utilizado no tratamento de doenças neuromusculares pode ajudar a prevenir uma forma comum de câncer de pele, causada por danos provenientes da radiação ultravioleta-B (UVB) do sol.

A pesquisa pode ser crucial para o tratamento do câncer de pele de células basais e escamosas que afeta mais de 5,4 milhões de pessoas nos Estados Unidos, segundo a American Cancer Society. Essa doença geralmente se repete ao longo da vida e, em estágio avançado, pode levar à desfiguração física.

Porém, este não é o primeiro estudo que envolve os receptores de dopamina. Algumas pesquisas já publicadas apontam um papel no desenvolvimento de tumores cancerígenos, porém, o papel nas lesões pré-cancerosas ainda é desconhecido.

“Os especialistas em controle do câncer têm enfatizado a importância de reduzir a exposição ao sol e praticar hábitos de proteção solar por muitos anos, mas dados científicos nos mostram que o dano cumulativo dos raios ultravioleta leva ao câncer de pele para muitas pessoas. Encontrar melhores maneiras de prevenir o desenvolvimento desses cânceres é fundamental para reduzir a carga global desta doença”, afirmou Sujit Basu, autor sênior do estudo.

Informações: Olhar digital

Acompanhe-nos no Instagram:

https://www.instagram.com/revistanovafamilia